Dia Mundial da Árvore e da Água recebem eventos remotos

A Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente realizará uma programação com eventos remotos em comemoração ao Dia Mundial da Árvore, celebrado em 21 de março, e ao Dia Mundial da Água, no dia 22. Por conta da pandemia da Covid-19 e das restrições definidas pela fase emergencial do Plano São Paulo, serão realizadas videoconferências, também chamadas de webinários, com professores e especialistas. A programação foi criada em parceria com o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae).

Segundo a secretária municipal do Verde e Meio Ambiente, Michele de Sá Vieira, foi necessário reduzir a programação e priorizar os eventos remotos. "Tradicionalmente, essa data é marcada por eventos com a presença de público e plantios de diversas árvores. Porém, por conta da pandemia do coronavírus, nós realizaremos atividades remotas, através de palestras com pessoas qualificadas e que certamente trarão conhecimentos relevantes sobre os dois temas, que ajudarão as pessoas a refletirem sobre a importância do sistema hídrico e das espécies arbóreas", explicou.

Na próxima segunda-feira, das 16 às 18 horas, será realizado o webinário "Dimensões Sociais e Biofísicas da Água", com os palestrantes Marcos Sorrentino (Pesquisador da Escola de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ/USP e ex-diretor de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Maurício Andrés Ribeiro (ex-assessor da Agência Nacional de Águas e ex-diretor do Conselho Nacional de Meio Ambiente do Ministério do Meio Ambiente) e Rosely Liquori Imbernon (PHD da Escola de Artes, Humanidades e Ciências - EACH/USP Leste).

Já na próxima terça-feira, das 14 às 16 horas, serão lançados os vídeos de educação ambiental do Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) e ocorrerá o webinário sobre "A Educação Ambiental para Preservação das Águas". Participarão por meio de uma videoconferência o diretor-geral da autarquia, Marcelo Vendramini, e os engenheiros Cristiano Von Steikirch de Oliveira, com mestrado em Gestão e Governança da Água pelo Instituto IHE Delft/UNESCO, Institute for Water Education, Holanda e Camila Candiles Feitosa Zapata Lusni, com mestrado em Processos Industriais pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - IPT.