Delegacia da Mulher de Arujá será inaugurada segunda

Inauguração da unidade vai ocorrer de forma virtual
Inauguração da unidade vai ocorrer de forma virtual - FOTO: Rodrigo Sitta/PMA

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Arujá será inaugurada nesta segunda-feira, às 16 horas, no prédio ao lado da Delegacia de Polícia, na praça Bartolomeu Bueno, n º 7, centro. A inauguração, que será virtual em razão da pandemia de coronavírus (Covid-19), contará com a presença do prefeito Luis Camargo (PSD) e da delegada que chefiará a DDM de Arujá, Vanessa Chagas. É esperada a presença, de forma remota, do governador João Doria (PSDB).

Segundo o prefeito, unidade é especialmente importante por ser uma reivindicação antiga da população e, ainda, por ser um instrumento imprescindível para acolher e auxiliar as mulheres em caso de necessidade. "É um equipamento de extrema importância às vítimas da violência doméstica e também fora de casa e, além disso, é uma luta antiga e uma grande vitória para todos nós", afirmou.

Para Druziani, delegado titular do Distrito Policial (DP) de Arujá, trata-se de um avanço muito grande para a cidade. "Nesses anos todos de polícia, a gente tem acompanhado e trabalhado muito para que essa violência acabe ou seja, ao menos, minimizada", destacou.

Vanessa, a delegada que assumirá como titular da DDM de Arujá, enfatizou a importância do município poder contar com o serviço. "Infelizmente, é um crime que é uma realidade muito constante na nossa sociedade. Importante informar que a DDM tem a atribuição de atender as pessoas que se identifiquem com o gênero feminino. Após a inauguração, passaremos a atender de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas e me coloco à disposição para acolher as vítimas", finalizou.