Prefeitura de Poá pede recursos para o Hospital Dr. Guido Guida

Hospitais seguem com atendimento no limite
Hospitais seguem com atendimento no limite - FOTO: Mogi News/Arquivo

A prefeita de Poá, Marcia Bin (PSDB), participou de uma reunião virtual com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, na tarde de ontem. A chefe do poder Executivo cobrou apoio do governo do Estado para o Hospital Municipal Dr. Guido Guida, que colapsou em virtude da alta nas internações de pacientes da Covid-19. Como resposta obteve o posicionamento favorável do secretário que se comprometeu em ajudar no que for possível.

Acompanhada pelas secretárias Claudia Cristina de Deus (Saúde) e Claudete Canada (Meio Ambiente, Recursos Naturais e Serviços Urbanos), a prefeita apresentou a situação caótica a qual o hospital enfrenta, com a superlotação dos leitos de pacientes da doença que, atualmente, conta com 100% de ocupação dos leitos de Enfermaria (22 leitos) e emergência (2 leitos). "Há cerca de duas semanas, tínhamos apenas cinco leitos de Enfermaria, aumentamos para 15, depois 17 e, agora, são 22 leitos. O problema é que não temos mais como ampliar o número de leitos, não temos estrutura física para isso", afirmou Marcia Bin.

Diante da solicitação de apoio imediato do governo do Estado, feito pela chefe do Executivo, o secretário informou que deve liberar um repasse como forma de tentar amenizar a situação. "A princípio, é o que podemos fazer, o Brasil inteiro está com essa dificuldade para compra de medicamentos, insumos e oxigênio, entendemos a situação, mas estamos trabalhando da melhor maneira para ajudar a todos. Sendo assim, vamos estudar a possibilidade de ajuda com custeio de leitos e ventiladores pulmonares", afirmou Marco Vinholi.

A secretária de Saúde reforçou a necessidade de uma maior agilidade na transferência dos pacientes, com o objetivo de salvar vidas e oferecer mais vagas no Hospital Municipal para os que chegam. "Pedimos ao Estado que olhe essa questão com carinho, esse repasse é de extrema importância, mas precisamos de mais. O nosso hospital é mantido 100% com recursos do governo municipal e precisamos de mais apoio do Estado para que possamos atender a todos com qualidade", disse Claudia.

As demandas apontadas pela secretária de Saúde, segundo Marco Vinholi, serão encaminhadas para os setores competentes, com o objetivo de ajudar o município no que for preciso. "Podem contar conosco, somos parceiros e estamos todos juntos no combate a essa doença", finalizou o secretário estadual.