Sincomércio propõe reabertura consciente

O Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio) deve se reunir virtualmente hoje com a Prefeitura para solicitar a retomada consciente do comércio na cidade. O abaixo assinado com 1.434 assinaturas até às 20 horas de ontem, que tinha uma meta de somar 1.500, também será apresentado ao Executivo durante o encontro.

O horário da reunião, bem como os demais participantes, não foram divulgados pelo Sincomércio até o fechamento desta edição. Junto aos lojistas, o sindicato tem suplicado por medo do desemprego em massa, colapso total da economia no município e pela fome dos comerciantes e seus familiares.

No abaixo-assinado, o Sindicato afirma que os comerciantes entendem a gravidade da pandemia pela Covid-19 e se solidarizam com todas as vítimas, mas não podem ser responsabilizados e impedidos de trabalhar. Nesta Fase Emergencial, todos os comércios não-essenciais devem permanecer de portas fechadas até o próximo dia 30.

Além da reabertura dos comércios, o Sincomércio solicita a isenção do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) para os prédios comerciais; a reavaliação de prazos e isenção de juros nas contas fixas; o aumento da fiscalização em comércios que não seguem as normas sanitárias; organização dos horários dos coletivos e a vacinação urgente aos trabalhadores de mercados e farmácias e entre outros.

Outra entidade mogiana que também tem solicitado o auxílio da Prefeitura para a diminuição dos prejuízos aos comerciantes é a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC). A Associação se reuniu anteontem com o presidente da Câmara Municipal, Otto Rezende e demais vereadores.

No encontro, a presidente da entidade, Fádua Sleiman, pediu o apoio da Câmara para que a Prefeitura flexibilize as regras da fase crítica durante a próxima semana. "Pedimos para que pelo menos o atendimento de drive-thru seja liberado, pois a Páscoa é uma data importante para o comércio e coincide com a semana de pagamento", destacou.

Ela lamentou ainda que o comércio está sofrendo e que, como apenas Mogi implantou estas regras mais restritivas por meio da Fase Crítica, muitos consumidores estão se deslocando para cidades vizinhas, como Suzano, para fazer suas compras.

Para auxiliar os comerciantes a ACMC está utilizando o espaço no Instagram e Facebook para divulgar os produtos e ações dos associados. Além disso, a campanha "Empreendedor Solidário", que estimula a divulgação de serviços e itens entre os associados, foi reforçada.

A Associação Comercial desenvolveu um selo especial que acompanha todas as repostagens dos associados. "Nossa equipe identifica diariamente as postagens e utilizamos nossos espaços para compartilhar. Esta ação é muito importante, pois além de divulgar as informações para os clientes, é uma possibilidade para parcerias entre os associados", acrescentou a presidente.

A entidade também reforçou a iniciativa "Empreendedor Solidário". "Contamos com um grupo de WhatsApp para que os associados possam compartilhar seus produtos. Nesta época de Páscoa, por exemplo, criamos um elo entre aqueles que vendem os insumos, como chocolate e embalagens e as pessoas que compram os itens para produção de ovos. Estimulamos com isso, a compra local", reforça Fádua.

Zona Azul

A Prefeitura irá liberar o estacionamento de veículos nas vagas de estacionamento controlado, conhecidas como Zona Azul, a partir de hoje. A medida valerá até o dia 31 de março, quando a situação será reavaliada pela Secretaria Municipal de Transportes.