Novos integrantes do Comphap são empossados

Os novos membros do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural, Artístico e Paisagístico de Mogi das Cruzes (Comphap), para a gestão de 2021 a 2023 foram empossados em uma reunião virtual realizada ontem. São 28 membros (titulares e suplentes) de entidades representativas da sociedade, como universidades, associações e sindicatos, além de 16 representantes (titulares e suplentes) do poder público, totalizando 44 pessoas.

A secretária municipal de Cultura, Kelen Chacon, participou da reunião e destacou a importância do Comphap para a cidade. "Sabemos que o patrimônio em Mogi das Cruzes tem um grande papel para ser resgatado e precisa ser defendido. Esta gestão terá muita participação, muita pertinência e importância", afirmou.

Representante da Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Mogi das Cruzes (AEAMC), Selmo Roberto Santos, foi escolhido presidente da nova gestão do Comphap. Marco Antonio Pereira da Silva será o vice-presidente, Ubirajara Nunes Pereira de Souza foi definido o secretário geral, Nayara de Moura da Cruz será a secretária-adjunta e Luci Mendes de Melo Bonini foi escolhida a relações públicas do conselho.

O Comphap tem como atribuições definir a política municipal de proteção do patrimônio cultural e natural, deliberar sobre o tombamento de móveis e imóveis, opinar sobre projetos referentes à preservação de bens culturais e naturais, opinar sobre a restauração e preservação de bens móveis e imóveis, promover a identificação, o inventário, a conservação, a restauração e a revitalização do patrimônio, bem como promover campanhas de conscientização sobre a preservação dos bens.

CMAPD

A vice-prefeita de Mogi das Cruzes, Priscila Yamagami assinou, anteontem, o termo de posse dos membros do Conselho Municipal para Assuntos da Pessoa com Deficiência (CMAPD) para a gestão 2021/2023. A solenidade foi realizada de forma online, em respeito às medidas de isolamento social, para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Durante a posse, Priscila deixou uma mensagem de boa sorte e união de esforços, em prol de ações que beneficiem as pessoas com deficiência. "É preciso haver uma articulação entre poder público, sociedade civil, iniciativa privada e terceiro setor e que todos façam sua parte. Espero de verdade que seja um conselho de ação, de atuação e, o que for de nossa parte, contem conosco. Estamos juntos nessa luta", destacou.