Prefeitura notifica três estabelecimentos e paralisa um

Fiscalização e GCM mantém o monitoramento
Fiscalização e GCM mantém o monitoramento - FOTO: Divulgação

No primeiro final de semana na Fase Crítica em Mogi das Cruzes, 15 notificações a estabelecimentos por descumprimento às determinações legais para conter a Covid-19 e uma paralisação de funcionamento foram registradas. Além disso, no último final de semana houve quatro autuações também por desrespeito à pandemia nos bairros Itapeti, Braz Cubas, Cezar de Souza e Jardim Santos Dumont.

As equipes de Segurança somaram também outras três autuações por desrespeito à Lei do Silêncio no Alto do Ipiranga, Parque das Varinhas e Botujuru, e uma autuação por embaraço à fiscalização, no distrito de Jundiapeba. O trabalho de fiscalização é realizado com a participação do Departamento de Fiscalização de Posturas e da Guarda Civil Municipal (GCM), com apoio da Polícia Militar.

Ainda no período da noite da sexta-feira passada até o domingo anterior, a Guarda Municipal também atendeu 17 ocorrências de aglomerações, em diversas regiões da cidade. Ao todo, a Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp) recebeu 763 chamados com denúncias e, deste total, 48 eram improcedentes.

"A população pode auxiliar com denúncias, pelo telefone 153, que funciona 24 horas por dia", relembrou a Secretaria Municipal de Segurança na tarde de ontem. Há dois dias, o prefeito de Mogi, Caio Cunha (Pode), publicou um vídeo em suas redes sociais afirmando que a saúde pública colapsou.

"Peço, encarecidamente, que não saiam de casa sem que haja necessidade", disse no vídeo.