Movimento de carros na Mogi-Bertioga cai 35%

Movimento na Mogi-Bertioga reduziu 35%
Movimento na Mogi-Bertioga reduziu 35% - FOTO: Monalisa Ventura

Movimento na rodovia Mogi-Bertioga (SP-098) tem queda de 35% neste final de semana em comparativo com a semana anterior. Conforme levantamento de dados disponibilizado pelo Departamento de Estradas e Rodagens (DER), a queda reflete impactos das medidas de restrição para mitigar a disseminação do coronavírus (Covid-19), impostas com regras mais severas ao longo do mês de março.

Dentro da fase crítica da Prefeitura de Mogi das Cruzes há uma semana e na fase emergencial do Plano São Paulo desde 15 de março, a via de ligação entre Mogi e o litoral já registra o impacto das medidas de restrições para combate da pandemia. Entre os dias 26 e 28, 58.872 veículos passara pela rodovia. No final de semana anterior, entre 19 e 21 de março, o total registrado foi de 90.230.

Com a antecipação de vários feriados na capital paulista, a preocupação da região e dos municípios litorâneos era com a possível alta no tráfego na rodovia, como já havia sido registrado em outros feriados durante a pandemia. Mas dessa vez, o alerta de colapso do sistema de Saúde surtiu efeito, e boa parte dos motoristas preferiu não arriscar o deslocamento.

Vários hospitais do Alto Tietê, registram ocupação máxima dos leitos há semanas. Em Mogi, nenhum dos sete hospitais que atendem os pacientes infectados possui vagas. Agora, com a aproximação de mais feriados. O temor é de que a redução no último final de semana não se repita. Sem estimativas de fluxo, o DER não arriscou prever a demanda.

* Texto supervisionado pelo editor