Associação Comercial quer mais ações aos empresários

Comerciantes sentem os efeitos da pandemia que só permite serviços essenciais
Comerciantes sentem os efeitos da pandemia que só permite serviços essenciais - FOTO: Emanuel Aquilera

A partir desta quarta-feira (31), os comerciantes poderão solicitar a nova linha de crédito emergencial do Banco do Povo. A iniciativa é uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Mogi das Cruzes. Para a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) a medida é importante para apoiar, especialmente, os negócios de pequeno porte. Porém, a entidade reforça o pleito para que a administração municipal apresente novas propostas que atendam mais empresas que estão sendo impactadas pelas fases mais abrangentes da restrição social.

Uma das iniciativas apresentadas pela diretoria da ACMC para a Prefeitura de Mogi foi a flexibilização da Fase Crítica para que o serviço de drive-thru do comércio possa atender nesta semana, que antecede o feriado de Páscoa e coincide com a data de pagamento de uma grande parcela dos trabalhadores.

"Enviamos um ofício à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e ao Gabinete do Prefeito pedindo esta alteração. A Páscoa é uma data importante de vendas para diversos segmentos, não só para o setor de alimentação. Acreditamos que o drive-thru é uma alternativa viável para apoiar o comércio, sem comprometer os esforços para conter o aumento de casos de Covid-19", afirma a presidente da ACMC, Fádua Sleiman.

O novo crédito do Banco do Povo abrange os empreendedores formais sem restrição de crédito, e que tenham feito o curso Empreenda Rápido, do Sebrae. A linha especial de empréstimo é voltada para os donos de estabelecimentos vulneráveis às restrições sociais.

Pelas regras do programa, os comerciantes poderão solicitar até 10 mil de crédito com carência de 180 dias. Os empréstimos contarão com um prazo de até 36 meses para serem quitados com juros de até 0,35%, 1% de Tarifa de Sustentabilidade do Fundo (TSF) no ato e Fundo de Aval (FDA). Os pedidos podem ser feitos até o dia 30 de junho.

Os valores disponibilizados pelo Banco do Povo poderão ser utilizados para pagamento de contas, impostos, além de boletos vigentes ou atrasados. "Esta conquista vem em um momento importante, mas pedimos mais ações do poder público para atravessar este período em que estabelecimentos tiveram que diminuir seu ritmo ou até mesmo manter as portas fechadas", acrescenta Fádua.

Os setores qe podem solicitar a nova linha de crédito do Banco do Povo são: bares e restaurantes; academias e setor de beleza; ensino de esportes; ensino de arte e cultura; atividades esportivas; cabelereiros e outras atividades de tratamento de beleza; ; comércio e atividades imobiliárias; comércio e reparação de véiculos automotores e bicicletas. Além destes há também o comércio por atacado, exceto veículos automotores e bicicletas; comércios varejistas no geral; atividades imobiliárias; atividades artísticas, criativas e de espetáculos; atividades ligadas ao patrimônio cultural e ambiental; atividades de exploração de jogos de azar e apostas; atividades esportivas e de recreação e lazer; hotéis; alojamento e turismo; agências de viagens, operadores turísticos; recreação e lazer, além de outros setores.