Prefeitura esclarece boato de multas para pedestres

Segundo a Prefeitura, informação é mentirosa
Segundo a Prefeitura, informação é mentirosa - FOTO: Mogi News/Arquivo

A Prefeitura de Mogi das Cruzes esclareceu ontem um boato iniciado nas redes sociais envolvendo a possibilidade de um novo decreto municipal que poderia validar a aplicação de multas a pessoas que saíssem de casa durante a aplicação da Fase Crítica de restrição a estabelecimentos e circulação na pandemia de coronavírus (Covid-19).

Em uma rede social, circulou uma imagem do prefeito Caio Cunha (Pode) com os dizeres "Multa para Pedestre para quem descumprir a nova fase crítica, que será elaborada pela Secretaria de Saúde". Na imagem, apresenta-se supostamente uma fala do prefeito a um canal de TV local, reiterando que o cidadão que for flagrado pela fiscalização sem comprovar necessidade para sair de casa será multado, com valor a ser decidido.

A publicação faz alusão ao decreto de Fase Crítica, emitido pelo poder Executivo mogiano, que impôs mais restrições ao funcionamento do comércio, inclusive a estabelecimentos considerados essenciais. Entre eles está o fechamento de supermercados e padarias às 20 horas, limitação de ocupação dentro dos mercados para uma pessoa a cada 20 metros quadrados e proibição de retirada de alimentos no balcão, com apenas delivery e drive-thru permitidos, entre outras medidas.

Segundo a Prefeitura, não há informações sobre o assunto e informou que o decreto em vigência determina ações de orientação e recomendação de restrição na circulação. "Esta medida busca a conscientização da população para que apenas saia de casa quando necessário, uma vez que a circulação de pessoas é uma medida fundamental para combater a disseminação do coronavírus e o enfrentamento da pandemia", finalizou.