Fiscalização será reforçada durante a Páscoa em Mogi

Barreira sanitária é uma das medidas de restrições
Barreira sanitária é uma das medidas de restrições - FOTO: Emanuel Aquilera

A Prefeitura de Mogi das Cruzes terá uma operação especial durante o feriado de Páscoa para a fiscalização sobre o cumprimento das restrições sociais necessárias para o enfrentamento da pandemia de coronavírus (Covid-19). O trabalho contará com reforço de funcionários na equipes de fiscais, com a participação da Guarda Municipal e apoio da Polícia Militar.

O objetivo é evitar a ocorrência de aglomerações na cidade, comportamento de risco para a transmissão do coronavírus. Além disso, os fiscais também verificarão desrespeitos às regras da Fase Crítica quanto ao funcionamento de estabelecimentos.

O trabalho de fiscalização também fará o acompanhamento e o patrulhamento em locais com risco de ocorrência de aglomerações e dos chamados pancadões. Entre os pontos estão o Parque Olímpico, a Vila Nova Mogilar, os distritos de Jundiapeba e de Cezar de Souza.

A população pode auxiliar neste trabalho com denúncias pelo telefone 153, da Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp).

Mogi enfrenta um momento difícil na pandemia. Ontem, a cidade completou 21 dias com ocupação de 100% nos leitos de UTI. Por conta disso, leitos de reserva estão sendo usados.

Outra medida que passou a ser adotada nesta semana pela Prefeitura e que terá continuidade durante o feriado são as barreiras sanitárias. Hoje, o trabalho será desenvolvido na avenida Francisco Rodrigues Filho, no Botujuru. A via é o trecho municipal da rodovia Mogi-Guararema.

O foco principal das barreiras sanitárias é o de orientação aos motoristas e passageiros, além de levantamento de informações e dados sobre a movimentação de pessoas.