Poá promove a limpeza das galerias pluviais da cidade

Ações ocorreram em avenidas como a Padre Anchieta, Adhemar de Barros
Ações ocorreram em avenidas como a Padre Anchieta, Adhemar de Barros - FOTO: Rodrigo Nagafuti/Secom Poá

A Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Naturais e Serviços Urbanos de Poá realizou ao longo da terça-feira passada, serviços de limpeza e desobstrução das galerias de águas pluviais, na área central e diversos pontos da cidade. A prefeita Marcia Bin (PSDB) acompanhou os trabalhos realizados na avenida Padre Anchieta.

A ação tem o objetivo prevenir enchentes como a que ocorreu no início da semana passada, quando o município foi castigado com fortes chuvas, com um volume registrado de 53 milímetros (mm) de água, sendo que o previsto eram 6mm para o dia todo. "É um trabalho muito importante, as galerias são responsáveis pela captação das águas pluviais, auxilia no escoamento e evita enchentes e alagamentos. Por isso a importância de não jogarmos lixo na rua, assim, evitamos o entupimento das galerias e bocas de lobo", afirmou a chefe do poder Executivo, que esteve acompanhada pelo vice-prefeito, Geraldo Oliveira, e pela secretária de Meio Ambiente, Recursos Naturais e Serviços Urbanos, Claudete Canada.

A ação de limpeza das galerias, segundo Claudete, foi realizada em diversos pontos considerados mais críticos pela administração municipal. "Realizamos a limpeza nas avenidas Padre Anchieta, Adhemar de Barros, Prefeito Jorge Correa Allen e Vicente Leporace, além da área central", destacou.

Além da limpeza das galerias, a secretária de Meio Ambiente informou ainda que fez um pedido junto à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) para que a mesma realize a limpeza das canaletas e do sistema de drenagem localizadas ao lado da linha férrea. "Tem muita sujeira na área que pertence à CPTM e quando as águas chegam a Poá pela linha férrea, como foi o caso de domingo (28/03), toda essa sujeira é jogada para as vias, o que resulta também no entupimento das galerias", explicou Claudete.

Desassoreamento

A secretária de Meio Ambiente informou que o córrego Itaim, que corta a região central da cidade, receberá serviços de desassoreamento a partir deste mês de abril. A ação será realizada pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), do governo do Estado de São Paulo, em parceria com a pasta municipal. "O desassoreamento aumenta a vazão do córrego, o que impede a retenção e o retorno das águas pluviais em dias de chuva que, geralmente, resulta em enchentes. É mais uma grande conquista para a nossa cidade", finalizou Claudete.

Piscinão

De acordo com a prefeita, a chuva de domingo, além de ter ocorrido fora de época, foi muito além do esperado para o dia, mesmo com o piscinão funcionando perfeitamente. "Afirmaram que as bombas estavam desligadas, mas é importante frisar que as bombas não servem para retirar a água da rua ou do córrego, as bombas são acionadas somente quando o piscinão está cheio e o nível das águas pluviais já baixou. Se acionarmos as bombas antes disso, estaremos piorando a situação, jogando mais água na região central", explicou Marcia Bin. É bom frisar que o piscinão tem capacidade para receber 210 milhões de litros de água e conta com seis bombas.