Meio milhão trafegam pela Ayrton Senna/Carvalho Pinto

Movimento foi 45% menor do que a Páscoa de 2020
Movimento foi 45% menor do que a Páscoa de 2020 - FOTO: Amanda Miwa

Após mobilizações de campanhas para que as famílias ficassem em casa durante o feriado de Páscoa, para evitar a disseminação do coronavírus (Covid-19), a quantidade de veículos que passaram pela Ayrton Senna/Carvalho Pinto (SP-70) foi 45% menor do que na Páscoa de 2020. Da quinta-feira passado ao domingo anterior, a Ecopistas, concessionária que administra a via, registrou a passagem de 506 mil veículos nas quatro praças de pedágio do corredor da rodovia, nos dois sentidos, em Itaquaquecetuba e Guararema.

Durante o feriado do Carnaval, entre 21 e 26 de fevereiro de 2020, 1,24 milhão de veículos passaram pelas quatro praças de pedágio Já que neste ano o feriado de Carnaval foi suspenso para conter as aglomerações, a concessionária não contabilizou a quantidade de veículos.

Ainda sobre a Páscoa deste ano, a Ecopistas não delimitou uma previsão de fluxo para o feriado, na semana anterior. A recomendação da concessionária foi que os usuários não façam viagens desnecessárias. "A Ecopistas segue operando normalmente e prestando serviços a todos aqueles que precisam se locomover para atividades essenciais, caso por exemplo dos caminhoneiros e dos profissionais da Saúde", apontou.

O mesmo apontou na semana anterior quando o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) promoveu uma campanha para que as famílias não viajassem no feriado. As ações são realizadas por meio das redes sociais junto à Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e nos Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs) espalhados pelas rodovias estaduais. O levantamento sobre a quantidade de veículos que trafegaram pela Mogi-Bertioga (SP-98) deve ser divulgado hoje.