Cidades arrecadam mais de duas toneladas de alimentos

Mais de duas toneladas de alimentos não perecíveis já foram arrecadados pelas Prefeituras de Mogi das Cruzes, Suzano e Poá na Vacinação Solidária. A Campanha foi proposta pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) no final do mês anterior e visa a doação de alimentos pelo público de vacinação contra a Covid-19, no drive-thru e outros postos de imunização.

Até o último sábado em Mogi, a Vacinação Solidária no Pró-Hiper arrecadou 1,1 tonelada de alimentos não perecíveis. "As entregas às famílias em situação de vulnerabilidade social já estão ocorrendo e beneficiaram, também nesse período, dez instituições, mais lideranças comunitárias, alcançando um total de 12 bairros", explicou a Prefeitura mogiana.

O Fundo Social de Solidariedade de Suzano também arrecadou cerca de uma tonelada de alimentos no primeiro dia da campanha, realizado sábado passado, no Parque Max Feffer e na Arena Suzano.

A iniciativa terá sequência nos dias em que houver imunização, incluindo os outros dois polos da cidade, que são o Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) Alberto de Souza Candido, no Jardim Gardênia Azul (região norte), e a Escola Municipal Odário Ferreira da Silva, no Jardim Belém (Distrito de Palmeiras).

"Os alimentos arrecadados vão compor as cestas básicas que são distribuídas de acordo com a necessidade como complemento do atendimento que vem sendo realizado pelas Secretarias de Educação e de Assistência e Desenvolvimento Social", explicou o Fundo Social de Suzano.

Já em Poá, foram arrecadados 350 quilos de alimentos, por meio da campanha Vacinação Solidária. Ainda não existe uma previsão de distribuição, uma vez que as cestas de alimentos deverão ser montadas para serem distribuídas.

Ferraz de Vasconcelos não está promovendo a arrecadação de alimentos no drive-thru de vacinação e a Prefeitura de Itaquaquecetuba ainda não tem um levantamento finalizado sobre as arrecadações.

Inspirada nas propostas de Guarulhos e Mogi, a campanha regional foi deliberada pelo Conselho de Prefeitos do Condemat no dia 23 do mês passado e vai articular a atuação das equipes dos Fundos Sociais de Solidariedade e das Secretarias Municipais de Saúde e Assistência Social. A meta é que cada pessoa a ser vacinada possa, de forma voluntária, contribuir com a doação de alimentos, o que possibilitará que mais pessoas sejam assistidas neste momento de dificuldade e restrições.