Projeto de internet gratuita é confirmado em quatro pontos

Ideia é atender locais com baixa cobertura, como o entorno da UBS de Biritiba Ussu
Ideia é atender locais com baixa cobertura, como o entorno da UBS de Biritiba Ussu - FOTO: Daniel Carvalho/Arquivo

O Ministério das Comunicações confirmou para a cidade de Mogi das Cruzes a instalação de quatro pontos de internet de alta velocidade para o programa Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac). O serviço gratuito que oferece conexão de alta velocidade a comunidades afastadas em todo o país está confirmado para duas escolas municipais e para duas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

A iniciativa, que foi assinada por prefeitos da região em 2018 com o nome de Programa Internet para Todos, foi transferida na atual gestão federal para o Ministério das Comunicações. A mudança de Pasta e de denominação também acarretou, segundo as autoridades, na mudança dos protocolos adotados para a instalação das antenas, não sendo mais necessária a desapropriação de terras para a instalação dos equipamentos, utilizando aparelhos públicos já estabelecidos na comunidade.

As novas antenas serão instaladas futuramente em quatro locais: na Escola Municipal João Batalha (na Chácara dos Baianos, Jundiapeba) e na Escola Municipal Bairro São João (na Estrada Ken Saito), e nas UBSs Santo Angelo (Conjunto Residencial Santo Angelo) e Biritiba Ussu (no distrito de Biritiba Ussu). O principal objetivo é integrar os equipamentos públicos da região e as comunidades no entorno, além de permitir a integração de dados entre escolas e postos de saúde para agilizar o processo de digitalização da gestão pública.

Segundo o gabinete do deputado federal Marco Bertaiolli (PSD), ainda nesta semana deverá ser definida a data da instalação das novas antenas, sendo cada uma no valor estimado de R$ 10 mil por equipamento. Todo o processo de instalação das antenas será custeado pelo governo federal, sem a necessidade de investimentos pela administração municipal.

A proposta foi oferecida originalmente para seis comunidades em Mogi: Biritiba Ussu, Chácara Guanabara, Jardim Nove de Julho, Jardim Piatã, Parque São Martinho e Quatinga.

O desenvolvimento do programa vem sendo acompanhado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, que informou ao Grupo MogiNews/DAT em fevereiro deste ano, que foi retomado o contato com o governo federal, e aguardava novos desdobramentos desde então.

Além do Poder Executivo, membros da Câmara de Vereadores têm se empenhado na implantação do novo sistema, como o vereador Mauro Mitsuro Yokoyama, o Mauro do Salão (PL). Segundo o parlamentar, a instalação dos novos serviços de internet pode contribuir de maneira significativa para a integração e para a segurança da comunidade.

"Muitos alunos da rede municipal tiveram seu desempenho escolar comprometido com a falta de conectividade; a aplicação da nota fiscal eletrônica fica mais descomplicada, além de permitir que os moradores destes bairros, que antes ficavam isolados, possam se comunicar melhor e dividir informações que ajudem em sua segurança", explicou Mauro.