Mais de 4,8 mil motoristas recebem orientações

Nos últimos três dias de realização das barreiras sanitárias em Mogi das Cruzes na semana passada, de quinta-feira à sábado, foram orientados 4.833 motoristas. Deste total, 37,7% se deslocavam para o trabalho, 25,7% eram moradores, 13,3% foram pessoas que buscavam serviços médicos, 12,2% estavam a caminho do comércio ou serviços e 11,1% estavam em passeio ou visita.

No período de sexta-feira e sábado, foram orientados 2.958 condutores, sendo que 41,8% se deslocavam para o trabalho, 23,1% eram moradores, 12,4% eram de pessoas que buscavam serviços médicos, 11,1% iam ao comércio ou serviços e 11,6% estavam em passeio ou visita.

A barreira sanitária não foi montada no domingo, conforme a Secretaria Municipal de Segurança já havia previsto. A Pasta explicou ontem que, no momento, não há programação de outras edições. A Secretaria apontou que a barreira sanitária é uma das ações desenvolvidas pela Prefeitura, que se complementam em um conjunto de iniciativas para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. O foco principal foi a orientação aos motoristas sobre a atual situação da cidade. "A ação ajudou a entender a motivação que as pessoas têm para se deslocar a Mogi neste momento de dificuldades sanitárias, bem como ajudou identificar e fazer retornar para a cidade de origem, por meio de orientações, algumas pessoas que apresentaram febre", avaliou a Prefeitura.

Desde o início da ação até ontem, mais de 50 pessoas foram identificadas com febre e aconselhados a retornar para suas cidades ou procurar imediatamente socorro médico.