Internações seguem altas nos estaduais

Os hospitais estaduais em Mogi das Cruzes, Luzia de Pinho Melo e Doutor Arnaldo Pezzuti seguem com ocupação de suas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) entre 91% e 100%. Ainda que a ocupação geral de leitos para pacientes com coronavírus (Covid-19) tenha registrado queda nas últimas semanas, a situação ainda é delicada em algumas unidades de Saúde. Cidades vizinhas como Suzano também registram altos índices de internação.

Conforme atualização da Secretaria de Estado da Saúde, ontem, no Hospital Luzia de Pinho Melo, os 46 leitos de Enfermaria marcaram 71% de ocupação e os 33 de UTI registraram 91% de ocupação. No Hospital Doutor Arnaldo Pezzuti, no distrito de Jundiapeba, funcionam 30 leitos de enfermaria com ocupação de 26,6% e dez leitos de UTI, todos ocupados no momento.

Quando considerado a soma de todos os leitos ofertados, a taxa de internação apresenta números menores, apontando ocupação de 84,5% dos 155 leitos de UTI e 73,5% dos 223 de Enfermaria. É com base no movimento dos hospitais que o governo do Estado planeja as reclassificações do Plano São Paulo.

Na vizinha Suzano, a reclassificação ainda parece precoce e arriscada, dado o alto número de internação observado na cidade. Ontem, a UTI registrava ocupação de 105% com 21 das suas 20 vagas lotadas nessa ala hospitalar de emergência. Na Enfermaria o quadro é menos grave, das 67 vagas ofertadas pelas unidades de saúde estabelecidas no município, 44 encontravam-se ocupadas até ontem, configurando uma taxa de 65,6%.

*Texto supervisionado pelo editor.