Ocupação de leitos segue acima do limite

Suzano completou a semana com ocupação de 105% das suas Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Há uma semana oscilando entre 115% e 100%, a cidade ainda vive um momento delicado da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Ontem, dia em que o governo do Estado resolveu avançar nas flexibilizações do Plano São Paulo por meio de um anúncio que cria uma fase intermediaria entre a vermelha e laranja, Suzano informou que suas 20 vagas de UTI continuavam ocupadas como já vinha registrando durante toda a semana. A taxa atual de ocupação está acima do limite, considerando que o município possui 21 pacientes internados, mesmo possuindo capacidade apenas para 20.

Conforme atualização da Secretaria Municipal de Saúde, na Enfermaria a ocupação é menos preocupante. Das 67 vagas ofertadas pelas unidades de Saúde, 44 encontravam-se ocupadas até ontem, configurando uma taxa de 65,6%. Já sob responsabilidade estadual, o Hospital Auxiliar de Suzano abriga 20 leitos de Enfermaria e apresenta ocupação de 41%.

Nas cidades vizinhas, a UTI exclusiva para tratamento de pacientes com sintomas da Covid-19 apresentou taxas menores. Em Mogi das Cruzes, por exemplo, o índice mais recente aponta uma ocupação de 84,5% dos 155 leitos de UTI e 73,5% dos 223 de Enfermaria. Em Itaquaquecetuba, pela rede municipal, três dos 11 leitos de emergência e 15 dos 35 de Enfermaria estavam ocupados. Já em Poá, os dois leitos de UTI encontram-se temporariamente ocupados e apenas três dos 22 de Enfermaria estavam sendo utilizados..

*Texto supervisionado pelo editor.