Motoristas de van recebem orientação sobre o trânsito

A Secretaria de Educação de Suzano, em parceria com a Pasta de Transportes e Mobilidade Urbana, realizou na manhã desta sexta-feira uma palestra para os motoristas de ônibus escolares da cidade. O encontro virtual teve como objetivo contextualizar e orientar os profissionais sobre as novas alterações feitas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Com base na Lei Federal nº 14.071/2020, o regimento de trânsito nacional recebeu 57 mudanças que entraram em vigor na segunda-feira passada. As normas impactam diretamente no cotidiano dos motoristas, portanto a Prefeitura de Suzano promoveu este encontro para atualizar os profissionais. Na ocasião, os secretários de Educação e Transporte e Mobilidade Urbana, Leandro Bassini e Claudinei Valdemar Galo, orientaram os participantes sobre os principais pontos dessa mudança.

Agora, os condutores das categorias C, D e E, com idade inferior a 70 anos, deverão realizar novo exame periódico toxicológico a cada dois anos e seis meses, a partir da obtenção ou renovação da Carteira Nacional de Habilitação. Caso não realize, a infração é considerada gravíssima e tem como penalidade a multa e suspensão do direito de dirigir por três meses.

O prazo de validade da CNH também sofreu alteração. Ela passou de cinco para dez anos para condutores com idade inferior a 50 anos. Quem tem entre 50 e 69 anos precisa renovar o documento a cada cinco anos. Já os que têm mais de 70 anos têm que fazer o processo a cada três anos. Estas validades, porém, podem ser reduzidas caso algum critério médico influencie a capacidade de direção do motorista.

Outro ponto importante que passou por mudanças foi o limite de pontuação para a suspensão do documento de habilitação. Para os condutores profissionais, que exercem atividade remunerada para transporte, o máximo de pontos passa a ser 40, independente das infrações obtidas. Já para os outros motoristas o limite varia de acordo com a quantidade de multas gravíssimas acumuladas nos últimos 12 meses. Portanto, são 40 pontos para quem não teve nenhuma multa desta gravidade, 30 para quem recebeu uma e 20 para quem teve duas ou mais.

O uso obrigatório de luz baixa em rodovias também foi discutido. Os veículos que não tiverem iluminação de rodagem diurna terão de manter os faróis acesos em estradas mesmo durante o dia. A regra vale para rodovias de pista simples fora do perímetro urbano.