Mogi recebe 407 denúncias e autua dois estabelecimentos

Uma das autuações ocorreu na Chácara Guanabara no último final de semana
Uma das autuações ocorreu na Chácara Guanabara no último final de semana - FOTO: Mogi News/Arquivo

O Departamento de Fiscalização de Posturas de Mogi das Cruzes recebeu 407 chamados pela Central de Integrada de Emergências Públicas (Ciemp) e registrou duas autuações pelo desrespeito às normas do enfrentamento à pandemia de coronavíirus (Covid-19) no último final de semana. Ambas as autuações ocorreram nos bairros Mogilar e Chácara Guanabara. Já no Rodeio e no Jardim Santa Tereza, foram feitas autuações por realização de pancadão.

As equipes ainda registraram uma multa por falta de licenciamento e outra por embaraço à fiscalização. Também ocorreram 22 notificações. A Guarda Civil Municipal (GCM) também atuou no enfrentamento à pandemia. No último final de semana, foram registradas duas ações para evitar a aglomeração de pessoas.

"A população pode colaborar com o trabalho do Departamento de Fiscalização de Posturas e da Guarda Municipal com denúncias, que podem ser feitas pelo telefone 153, da Ciemp, que funciona 24 horas por dia", explicou a Prefeitura de Mogi.

Estes foram os primeiros dias de uma nova etapa da Fase de Transição no município, uma vez que o decreto municipal autorizou a abertura de atividades comerciais (inclusive em shoppings centers, galerias e estabelecimentos do tipo) com capacidade de público de até 25% e distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os consumidores e funcionários. O atendimento presencial já ocorre entre 11 e 19 horas e é obrigatório o cumprimento integral dos protocolos sanitários.

Para as atividades religiosas (igrejas e templos), o decreto prevê capacidade de até 25% do número de pessoas autorizado no alvará de funcionamento e distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os frequentadores. Poderão ocorrer atendimentos presenciais individuais e coletivos, com a adoção dos protocolos geral e setorial específicos.

No setor de serviços, os restaurantes e similares poderão operar com capacidade de até 25% e distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os consumidores e funcionários. O consumo local poderá ocorrer das 11 às 15 horas e das 18 às 22 horas, com o cumprimento integral dos protocolos sanitários.

Os salões de beleza e barbearias seguem o mesmo regramento, com limite de capacidade de 25% do público e distanciamento de 1,5 metro. O atendimento presencial pode ocorrer entre 11 e 19 horas, com o cumprimento integral dos protocolos sanitários.

As atividades culturais (eventos, convenções, museus, galerias de arte, bibliotecas, teatros, cinemas, salas de espetáculos, eventos de cultura e entretenimentos) também deverão ocorrer com capacidade de até 25%, distanciamento de 1,5 metro e atendimento presencial também das 11 às 19 horas, com cumprimento integral dos protocolos sanitários.