Comissão continua sem previsão para o 2º encontro

Iniciativa é do presidente da Câmara de Mogi, Otto Rezende
Iniciativa é do presidente da Câmara de Mogi, Otto Rezende - FOTO: Emanuel Aquilera

A Frente Intermunicipal Parlamentar, criada no final do mês passado com a proposta de integrar os esforços dos presidentes das Câmaras de Vereadores da região em torno de propostas comuns, ainda não promoveu, até a tarde de ontem, o seu segundo encontro e continua sem data definida para a reunião.

O grupo intermunicipal conta com a participação de dez cidades da região do Alto Tietê (Arujá, Biritiba Mirim, Guararema, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano) e da cidade de Santa Branca, localizada no Vale do Paraíba.

A iniciativa, capitaneada pelo presidente da Câmara de Mogi das Cruzes, vereador Otto Rezende (PSD), chegou a produzir um manifesto assinado pelos presidentes dos Legislativos, que se baseou em quatro pautas comuns às cidades participantes: compensações de arrecadação pelos governos estadual e federal, medidas de auxílio ao comércio no contexto da pandemia, adesão completa ao Plano Nacional de Imunização e a não-implantação do pedágio na estrada Mogi-Dutra, prevista no pacote de concessão de rodovias litorâneas pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

Questionada pela reportagem ao longo da semana, a Câmara de Vereadores de Mogi das Cruzes não confirmou até o momento a realização do segundo encontro. Segundo o gabinete da Presidência da casa, a expectativa é de que no futuro seja apresentada a data e o local onde acontecerá a reunião.