Centro de convivência de idosos comemora três anos de atuação

Espaço está localizado na rua Benjamin Constant, 1.375, no centro da cidade
Espaço está localizado na rua Benjamin Constant, 1.375, no centro da cidade - FOTO: Maurício Sordilli/Secop Suzano

Capacitação, bem-estar e integração. Esses são alguns pilares que norteiam as atividades do Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI) Maria Picoletti, que, no mês passado, celebrou três anos de atuação na cidade. O local, gerenciado pela primeira-dama Larissa Ashiuchi, tem mais de 2,5 mil suzanenses com mais de 60 anos cadastrados, tendo ofertado anualmente mais de 50 atividades e alcançado mais de 30 mil pessoas.

O espaço, localizado no número 1.375 da rua Benjamin Constant, no centro, foi idealizado e entregue em 2017, pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL) e por sua esposa Larissa, a partir de um olhar mais solidário e humano aos idosos, com o objetivo de proporcionar bem-estar por meio do incentivo a continuidade da busca por mais conhecimento. Para isso, anualmente foram realizadas mais de 50 atividades que estimulam as capacidades cognitivas e motoras dos participantes, como cursos, oficinas, workshops e eventos para entretenimento.

Ações interativas como os Jogos Regionais do Idoso (Jori), o Miss e Mister, a Gincana da Melhor Idade e o Piquenique Musical foram destaques da programação ao longo desses três anos. Assim como os cursos que compõem a grade de capacitações como o de Alfabetização, Aprendendo a usar o celular, Crochê, Bordado, Informática Básica, Violão e entre outros.

Uma outra vertente de atuação do CCMI é a promoção da saúde deste público. "Nós promovemos o cuidado dos idosos em sua totalidade, tanto na saúde física quanto mental. Por meio dos programas Boa Visão, com a 'Operação Melhoridade', já beneficiamos mais de dois mil munícipes com exames oftalmológicos, encaminhamento para consultas e entrega dos pares de óculos", afirma.

Neste momento de pandemia de coronavírus (Covid-19), o público da Melhor Idade tem atenção prioritária para a quarentena e, atualmente, as atividades presenciais estão suspensas. Para mantê-los ativos, no início de 2020, um grupo de voluntários do projeto Lian Gong tomou a iniciativa de confeccionar mantas de lã para serem doadas ao Fundo Social de Solidariedade.

"Além disso, temos centenas de idosos cadastrados que também recebem atividades para casa. Eles nos ajudaram a produzir a árvore de tsuru, fizeram mantas para o 'Inverno Solidário', receberam vídeos para exercícios em casa, entre tantas outras ações durante o isolamento social. Após a imunização, queremos dar início à retomada das atividades presenciais de forma gradativa", explicou.

Para o mês de maio, a expectativa é de que novas aulas do CCMI sejam disponibilizadas semanalmente no canal oficial do Youtube da Prefeitura de Suzano e articuladas para que os alunos possam acessar e consumir os conteúdos de forma fácil e eficiente.

Segundo o prefeito, esta é uma alternativa para dar continuidade ao grandioso trabalho que vem sendo realizado pelo CCMI. "É necessário nos reinventarmos diante deste momento que estamos vivendo e as aulas on-line são uma forma de proporcionar lazer e distração aos nossos idosos, que estão sentindo muita falta da integração que o centro oferecia", finalizou.