R$ 848 mil são creditados do auxílio emergencial de Mogi

Cada crédito tem um valor de R$ 100 para cada responsável por família
Cada crédito tem um valor de R$ 100 para cada responsável por família - FOTO: Divulgação/PMMC

Em apenas dois dias úteis,
R$ 848 mil em créditos do Auxílio Emergencial de Mogi das Cruzes foram creditados à população. As informações da Secretaria Municipal de Assistência Social apontam um total de 8.483 pedidos de créditos concedidos até a tarde de ontem por meio das contas sociais e digitais da Caixa Econômica Federal. Um parte foi liberada na sexta-feira para os nascido em janeiro e fevereiro e ontem para os nascidos em março e abril.

Cada crédito tem um valor de R$ 100 para minimizar os impactos causados pela pandemia de coronavírus (Covid-19) às famílias em situação de vulnerabilidade social. Tem direito ao auxílio apenas as pessoas cadastradas como "responsável pela unidade familiar" até o dia 16 de janeiro deste ano no Cadastro Único (CadÚnico).

Também é necessário obter uma renda per capita até R$ 178 e, para cada família, será concedido apenas um benefício por responsável, que receberá o pagamento pelo período de três meses, correspondentes a abril, maio e junho de 2021.

Quem já possui conta no banco (a mesma já utilizada para recebimento do Programa Bolsa Família e de outros benefícios) terá o crédito nessa conta. Para quem não possui conta nesse banco, mas tem direito ao auxílio, a Caixa Econômica criará uma conta digital gratuita.

Já em relação ao Auxílio Empresarial, este destinado às empresas mogianas, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico informou que até a tarde de ontem foram pagos 21 auxílios, que corresponde a cerca de R$ 21 mil. No total, 475 empresas já se cadastraram para receber o benefício que irá ajudar neste período de perdas financeiras causadas pela pandemia de Covid-19.

"Para esta semana, há a previsão para o pagamento de novos auxílios, cujos pedidos se encontram em análise", explicou ontem a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. O programa tem elegíveis ao benefício 7.687 empresas, o que totaliza R$ 6.727.200.

O auxílio consiste no pagamento, por dois meses, de R$ 300, por empregado registrado, limitado a cinco funcionários, o que resulta no valor máximo de R$ 1,5 mil. O benefício é concedido aos contribuintes optantes pelo Simples Nacional com inscrição no cadastro mobiliário municipal, devendo obedecer a alguns critérios, que podem ser vistos no site da Prefeitura.

A Prefeitura prevê um prazo de sete a dez dias para avaliar a solicitação (aprovando ou rejeitando) e, após aprovação, até cinco dias para o respectivo crédito na conta bancária empresarial informada. A empresa solicitante receberá um e-mail informando o status da solicitação, sendo esta positiva ou negativa.