Isolamento se mantém estável há 3 semanas

Isolamento social em Suzano manteve estabilidade uma semana após reabertura de novos setores do comércio. Atualizada pelo Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo (Simi), a taxa aponta que no domingo passado o isolamento foi de 45%, uma semana antes de 44% e na anterior 47%. A estabilização ocorre durante o período de flexibilizações que o Alto Tietê atravessa e de reabertura do comércio após semanas de restrição em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Uma semana após a abertura de restaurantes, parques e cinemas pela flexibilização do Plano São Paulo, a taxa de isolamento social nos domingos subiu um ponto percentual em Suzano e ficou perto do praticado na semana anterior. O índice de isolamento do domingo serve de base para acompanhar o comportamento da população pois é o dia em que as cidades registram os melhores índices.

Já durante os dias úteis da semana, período de maior circulação de pessoas para o trabalho, os índices despencam. Na última sexta-feira, Suzano chegou a cair para um isolamento de 39%, o índice mais baixo de abril.

Apesar do sinal de estabilidade, no comparativo com algumas cidades vizinhas do G5 - conjunto das cinco mais populosas do Alto Tietê - os índices de domingo de Suzano ainda foram superiores. Em Itaquaquecetuba, por exemplo, o último domingo contou apenas com 42% da população em casa, uma semana antes foi 44% e na anterior 43%.

No mesmo patamar ficou Poá, com 42% neste domingo e no da semana anterior, marcando 44% em 18 de abril. Comparadas com as cidades citadas, Ferraz de Vasconcelos obteve um isolamento de 49% anteontem, 50% no domingo anterior e tornou a registrar 49% uma semana antes. Mogi das Cruzes também obteve saldos mais elevados, com 48% neste domingo, 49% no penúltimo e 50% no antepenúltimo.

Mesmo as taxas de domingo sendo as mais altas da semana nessas cidades, o índice segue bem abaixo do que um dia o governo do Estado já chegou a defender como ideal de 60% no começo da pandemia. Nem mesmo durante as semanas mais restritivas de fase emergencial que a região passou serviram para alavancar índices recomendados.. (L.K.)