Prefeitura promete 'em breve' assinatura da obra da ETE Leste

Projeto original do Mais Mogi Ecotietê prevê abertura de dois parques e ampliação de vias de acesso ao distrito
Projeto original do Mais Mogi Ecotietê prevê abertura de dois parques e ampliação de vias de acesso ao distrito - FOTO: Divulgação/PMMC

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou no início desta semana que "em breve" será assinado o contrato para a construção da nova Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) que será construída na região leste da cidade. A obra, que integra o pacote de obras outrora chamado de Mais Mogi Ecotietê, contará com investimento de mais de
R$ 32 milhões do município.

O processo licitatório foi homologado em 18 de março deste ano, com a proposta do Consórcio ETE Leste-Mogi aprovada, no valor de
R$ 32.637.774,45. As obras terão duração de três anos, e têm como objetivo aprimorar o saneamento básico no distrito de Cezar de Souza ao aumentar a capacidade de esgoto tratado de 142 para 460 litros por segundo. A região também contará no futuro, segundo o projeto, com novas tubulações de coleta e tratamento de esgoto residencial.

As ações fazem parte do programa Mais Mogi Ecotietê, lançado em 2018 pela administração municipal da época, que estabeleceu a criação de eixos de obras e intervenções na região leste da cidade, com foco tanto na mobilidade urbana quanto no cuidado socioambiental. Na época, foram prometidos investimentos somados de mais de R$ 361 milhões para todos os projetos.

Segundo a Prefeitura de Mogi, também está prevista a construção de dois parques nas avenidas Francisco Rodrigues Filho e Antônio de Almeida. Ambos os parques contarão com investimentos de
R$ 15,3 milhões e, segundo a administração municipal, está sendo feito o detalhamento dos projetos executivos dos parques, com expectativa de início da construção para o segundo semestre deste ano. "O prazo de construção varia de 12 a 18 meses, dependendo dos locais", explicou a Prefeitura em nota.

Na avenida Francisco Rodrigues Filho estão previstas a instalação de um mirante, uma passarela, uma Academia da Terceira Idade (ATI), uma área com mata preservada, portarias, playground, praça de eventos, estacionamento e um núcleo ambiental.

Já o parque da avenida Antônio de Almeida terá área de mata preservada, quiosques, campo de futebol, quadras poliesportivas, deck, meia quadra de basquete, quadras de vôlei de areia, playground, praça de eventos, portaria, estacionamento, administração, lanchonete, Academia da Terceira Idade (ATI), ciclovia, pista de caminhada, sanitários e quadra de tênis.

Deixe uma resposta

Comentários