Alto Tietê expõe os avanços ambientais em live do Ciesp

Projetos da Fehidro na região foram destacados
Projetos da Fehidro na região foram destacados - FOTO: Mogi News/Arquivo

O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) expôs as principais ações e avanços da Câmara Técnica de Gestão Ambiental do consórcio durante participação em live sobre a Gestão Ambiental nos Municípios, realizada ontem pela Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp).

O evento, que reuniu mais de 150 participantes entre consultores do Sistema Fiesp/Ciesp, empresários e representantes de prefeituras do Alto Tietê e Vale do Paraíba, teve como objetivo discutir as responsabilidades das administrações públicas na adoção de práticas que visam a sustentabilidade nos municípios, bem como implantação de instrumentos de gestão ambiental e busca por recursos financeiros para projetos da área.

O terceiro vice-presidente do Ciesp, Rafael Cervone Netto, abriu o evento com um alerta das consequências ambientais decorrentes da urbanização acelerada, bem como o aumento das responsabilidades dos municípios. "Mesmo com a pandemia, vivenciamos um aumento da urbanização, o que traz grandes desafios e uma longa jornada aos municípios na gestão ambiental e promoção da sustentabilidade, o que torna a articulação regional de grande importância para mitigar os efeitos", disse.

O presidente do Condemat e prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), destacou a importância da união das entidades junto ao poder público para a retomada econômica pós-pandemia com foco na sustentabilidade. "A construção de práticas de impacto positivo na gestão ambiental nos municípios se faz com debates e com a soma de experiências de instituições que têm credibilidade e que farão toda a diferença na retomada gradual econômica, com geração de empregos e desenvolvimento sustentável", pontuou.

As conquistas do Condemat na obtenção de recursos junto ao Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) para o desenvolvimento de dois projetos foram destacadas durante o evento pela coordenadora adjunta da Câmara Técnica de Gestão Ambiental, Solange Wuo. "Desde 2017 trabalhamos fortemente em várias frentes e temos muitos resultados positivos, como o financiamento de dois projetos com recursos do Fehidro, sendo o primeiro deles de compensação financeira aos municípios produtores de água, que servirá de parâmetro para todos os municípios do Estado. Outro ponto importante a se destacar é a conquista estendida a todos os consórcios públicos, que a partir da nossa atuação e gestão passaram a ser dispensados da contrapartida na obtenção de recursos", detalhou Solange, que também falou sobre o avanço no licenciamento municipal. "Em 2019, realizamos uma capacitação para incentivar os municípios e hoje, dentro de nossa área de abrangência, temos cinco municípios licenciadores e estamos articulando junto à técnicos do Estado para trabalhar no licenciamento consorciado".

Ciesp regional

O diretor do Ciesp Alto Tietê, José Francisco Caseiro, destacou o momento oportuno para a discussão da questão ambiental. "O Alto Tietê, em especial, mesmo no meio da mancha urbana da Grande São Paulo, possui mais de 20% de cobertura vegetal no seu território e é uma das grandes produtoras de água do Estado. O que é uma dádiva ao mesmo tempo que aumenta as nossas responsabilidades. A indústria tem sido, nos últimos anos, uma importante contribuinte do controle da poluição e uso consciente dos recursos naturais, que favorecem a preservação ambiental. E temos total interesse em apoiar as ações das prefeituras", disse.

Juliano Abe, diretor adjunto do Departamento para Ações Regionais da Fiesp, ressaltou que o evento mostrou o compromisso dos gestores públicos com a retomada econômica num viés ambiental e sustentável, o que é muito louvável. "Também mostrou a liderança e engajamento técnico e político do Condemat, além da credibilidade com que pautas e agendas tão importantes são tratadas pela entidade que hoje tenho a honra de integrar", concluiu após apresentar na live as alternativas para o financiamento de projetos ambientais.