Centro de convivência do idoso faz homenagem ao Dia das Mães

Obras foi elaborada por seis alunas e membros da equipe de ginástica oriental
Obras foi elaborada por seis alunas e membros da equipe de ginástica oriental - FOTO: Maurício Sordilli/Secop Suzano

O Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI) Maria Picoletti elaborou um painel comemorativo para o Dia das Mães, celebrado hoje. A homenagem, produzida por alunas do grupo de Origami e da equipe do Lian Gong de Suzano, está disponível para apreciação dos transeuntes que passam pela entrada do órgão público, na rua Benjamin Constant, 1.375, no centro, até semana que vem.

A obra foi elaborada por seis alunas e membros da equipe da ginástica oriental, respeitando o distanciamento e as medidas de segurança, na própria sede do centro. Para complementar os origamis da exposição, as alunas montaram uma árvore com enfeites feitos em CD e com as dobraduras.

Além da homenagem a todas as mães suzanenses, a equipe desenvolveu um painel de fotos com a retrospectiva das ações do CCMI e do Lian Gong em 2020, uma forma de celebrar, mesmo à distância, todo o trabalho feito pelas equipes em prol dos idosos da cidade.

A exposição é montada todos os dias na entrada do CCMI e guardada no interior da instituição no período da tarde, para o tempo não danificar o trabalho das alunas. Na oportunidade, as atividades foram acompanhadas pela coordenadora do Lian Gong Suzano, Sônia Kudeken.

Segundo a coordenadora do CCMI, Adelaide Fischer, desde o início da pandemia do coronavírus (Covid-19), o centro tem trabalhado para atender todos os idosos, principalmente os que moram sozinhos e mais têm sofrido com o isolamento.

"Desde o ano passado, o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL) e a primeira-dama Larissa pediram que a equipe do Centro de Convivência entrasse em contato com os idosos que frequentavam o local, para que analisássemos se estavam bem, precisando de algum mantimento, se precisavam de cuidados médicos e garantindo esse isolamento seguro a todos. Mesmo à distância, o trabalho em prol dos idosos tem sido intenso", destacou Adelaide.

Para a dirigente do Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), a primeira-dama Larissa Ashiuchi, trazer esse projeto de atividades aos alunos do centro, tornando o isolamento menos solitário foi muito positivo aos envolvidos. "O distanciamento social teve efeitos sobre todos nós. Muitos dos idosos que frequentavam o centro moravam sozinhos, tendo como único contato as atividades realizadas no centro. Cuidar dos nossos idosos vai muito além, é zelar por quem tanto já fez por nós", emocionou-se a primeira-dama.

3 anos do CCMI

No último mês de abril, o Centro de Convivência da Melhor Idade Maria Picoletti completou 3 anos de atuação pelos idosos suzaneses. O órgão tem mais de 2,5 mil idosos cadastrados, tendo ofertado anualmente mais de 50 atividades e alcançado mais de 30 mil pessoas.