Licitação de mais 150 vagas inicia abertura de envelopes

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou no início desta semana que a licitação das novas 150 sepulturas para o Cemitério da Saudade, localizado no distrito de Braz Cubas, deverá ter a etapa de abertura das propostas nos próximos dias. A expectativa é de que, a partir de hoje, as empresas concorrentes passarão pela análise de seus lances.

O edital 002/2021 foi publicado no dia 30 de abril e encontra-se disponível na página da Prefeitura de Mogi na internet (www.pmmc.com.br), na parte destinada às licitações e editais. Segundo o documento, a obra poderá ter um aporte máximo de R$ 323 mil, com um prazo de conclusão de dois meses.

A construção dos novos jazigos foi anunciada no final de março pelo prefeito Caio Cunha (Pode), como parte dos esforços da administração municipal em garantir o funcionamento de todos os serviços essenciais no contexto da pandemia da Covid-19, incluindo evitar um possível colapso do sistema funerário do município.

No anúncio, foi confirmado o início do processo de licitação das 150 vagas para a primeira etapa, sendo concedida a autorização para mais 700 vagas em etapas futuras, em caso de necessidade por mais vagas.

Segundo a municipalidade, após a abertura das propostas será realizada a etapa de análise dos documentos, para garantir que as propostas estejam dentro dos parâmetros estipulados pelo edital de licitação, tanto do ponto de vista jurídico quanto operacional.

Mogi conta com mais dois cemitérios: São Salvador e Sabaúna. Segundo a gestão municipal, intervenções semelhantes não podem ser feitas nestes locais, uma vez que o cemitério São Salvador é composto por jazigos perpétuos e no cemitério Sabaúna a modalidade é por concessão.

Demanda

A necessidade de expansão das vagas dos cemitérios públicos de Mogi foi uma preocupação da comunidade e dos legisladores durante o primeiro quadrimestre deste ano.

Quando o município chegou à marca de 2 mil mortes pela Covid-19, no final de março deste ano, a Prefeitura informou que o Cemitério da Saudade contava, na ocasião, com mais de 200 vagas disponíveis e uma média de oito sepultamentos diários.

Há cerca de 60 dias, o vereador Pedro Komura (PSDB) chegou a alertar seus colegas na Câmara Municipal da necessidade de maior atenção e investimentos no cemitério municipal, tanto na infraestrutura oferecida aos funcionários quanto no número de vagas.

Deixe uma resposta

Comentários