Média de internações é superior a da Grande SP

A ocupação dos leitos para pacientes com coronavírus (Covid-19) no Alto Tietê supera a média registrada na Grande São Paulo. Entre os hospitais da região em pior situação estão o Santa Marcelina de Itaquaquecetuba; o Regional Doutor Osíris Florindo Coelho, de Ferraz de Vasconcelos, e Doutor Arnaldo Pezzuti, de Mogi das Cruzes. Os dados foram atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde.

Três dos quatro hospitais regionais com Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Alto Tietê estão com ocupação superior a 88%. A taxa segue elevada e supera a média de 76% informada para a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).

A situação mais grave foi registrada no Hospital Santa Marcelina, de Itaquá, que voltou a registrar aumento na ocupação da UTI. Ontem, o índice era de 90% dos 20 leitos de UTI e 100% nos 22 leitos de Enfermaria. Mesmo tendo inaugurado um hospital de campanha recentemente, a cidade ainda sofre com picos de internações. A unidade provisória só atendeu pacientes na Enfermaria, 18 encontram-se no local.

Também passa por situação delicada o Hospital de Ferraz, são 26 leitos de UTI com 88% de ocupação e 26 de Enfermaria completamente ocupados. Em Mogi, no Hospital Doutor Arnaldo Pezzuti, funcionam 30 leitos de UTI com 95% de ocupação e 30 leitos de Enfermaria com ocupação de 44%.

Entre as quatro unidades com UTI do Alto Tietê, apenas o Hospital Luzia de Pinho Melo, também em Mogi, informou situação controlada. São 46 leitos de Enfermaria com 30% de ocupação e 33 de UTI com 64% de ocupação. Já em Suzano, operando apenas com leitos de Enfermaria, o Hospital Auxiliar comunicou uma taxa de ocupação de 41,18% de seus 20 leitos.

Mortes

Nas últimas 72 horas na região foram confirmadas 38 mortes causadas pelo coronavírus. Os óbitos ocorreram Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano.

Os dados liberados ontem pelo Consórcio de Desenvolvimentos dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) revelam, ainda, que desde o início da pandemia na região, já foram registradas 3.784 falecimentos por Covid-19.

*Texto supervisionado pelo editor.