Região possui quase 10% dos casos

Quase 10% dos casos ativos de coronavírus (Covid-19) no Estado de São Paulo estão concentrados no Alto Tietê. É isso que mostra um levantamento feito pela reportagem, na tarde de ontem, com base nos dados do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e do governo do Estado.

Segundo as informações, a região possui 20.713 casos de Covid-19 ativos, contanto tanto aqueles que estão internados quanto os que tiveram sintomas leves das doença, já em todo o território paulista são 211.006 pessoas que estão com a doença. No total, desde o começo da pandemia, o Alto Tietê registrou 89.643 casos, enquanto o Estado apontou 3.022,568, o que representa 2,96% dos casos que ocorreram em São Paulo desde o primeiro trimestre do ano passado.

O percentual de infectados ativos em relação a toda população paulista é superior à porcentagem de habitantes do Alto Tietê na comparação com o Estado. Dados mais recentes informam que há 1.670,651 moradores vivendo nas dez cidades da região, ao passo que o Estado possui 44.857,477. Isso indica que a população do bloco regional representa 3,72% dos paulistas, bem abaixo dos 9,80% de contaminados.

Em números absolutos é Mogi das Cruzes que possui o maior número de infectados ativos, são 6.691, na sequência surge Poá, com 3.914 pessoas doentes, até ontem, ao passo que Ferraz de Vasconcelos está com 3.894 moradores com o vírus ativo. Em Suzano o número chega a 2.946 pessoas com o coronavírus ainda vivo no organismo.

Ainda segundo o Condemat são 1.996 moradores de Itaquaquecetuba ainda doentes, seja com o forma mais leve da Covid-19 ou internado por desenvolverem o estado mais grave da enfermidade; bem abaixo está Santa Isabel, que fechou o dia de ontem com 797 pessoas ainda infectadas. Completam a lista regional de pessoas contaminadas Guararema (64); Salesópolis (27); Arujá (150) e Biritiba Mirim (234).