Falsos agentes da vigilância aplicam golpes em Suzano

De acordo com o órgão, não existe agendamento de visita nos estabelecimentos
De acordo com o órgão, não existe agendamento de visita nos estabelecimentos - FOTO: Irineu Junior/Secop Suzano

A Vigilância Sanitária de Suzano tomou conhecimento nos últimos dias de que criminosos estão aplicando golpes utilizando o nome do órgão municipal. Os indivíduos abordam os comerciantes por telefone ou e-mail para agendar uma fiscalização, ocasião onde chantageiam os proprietários em troca de dinheiro. É importante ressaltar que a Vigilância nunca marca vistorias nem pede qualquer tipo de valor financeiro.

Segundo relatos das vítimas, após a falsa fiscalização ser agendada de forma remota com suposto código de segurança, os homens, que se identificam como agentes fiscais, vão ao comércio para verificar o funcionamento e as medidas de higiene e segurança implementadas. Alguns deles inclusive vestem jalecos e credenciais falsas, para evitar suspeitas. Depois de observar o local, eles pedem dinheiro para não aplicar multas ou interditar o ambiente. O golpe já afetou muitos estabelecimentos da região central, como padarias e outros, e tem impactado até mesmo outros municípios vizinhos.

De acordo com o responsável pela Vigilância Sanitária, Mauro Vaz, o órgão não avisa quando irá inspecionar os estabelecimentos nem envia qualquer tipo de código prévio. A fiscalização é livre, não existe agenda para ir aos locais. Segundo ele, os bandidos se aproveitam da fragilidade dos comerciantes neste período de pandemia do coronavírus (Covid-19) para lucrar, seja pela falta de informação a respeito das restrições de funcionamento, que estão em constante mudança, ou pelo fato de que certos estabelecimentos insistem em operam de forma irregular, situação onde são alvos fáceis dos golpistas.

"Todos os nossos agentes utilizam veículo oficial da Prefeitura, uniforme, crachá e atuam em equipes de no mínimo três pessoas. Um fiscal de verdade nunca estará sozinho nem pedirá dinheiro. Portanto, em qualquer situação suspeita, a orientação é que entrem em contato conosco ou acionem a Guarda Civil Municipal (GCM) imediatamente, pois pode se tratar de uma tentativa de golpe", afirmou Vaz.

Para qualquer dúvida, a Vigilância Sanitária de Suzano recebe ligações por meio do telefone 4745-2060. O canal oficial do órgão municipal está à disposição para prestar todo tipo de informação e auxiliar a população a evitar crimes desta natureza. Já a GCM de Suzano atende denúncias pelo telefone 4746-3297.