Patrulha Rural da GCM flagra suspeita de ocupação irregular

Equipe foi ao local após denúncias de moradores
Equipe foi ao local após denúncias de moradores - FOTO: Divulgação/PMMC

A Patrulha Rural da Guarda Civil Municipal (GCM) de Mogi das Cruzes evitou, anteontem uma suposta tentativa de invasão em um terreno na rua Comendador Koeji Adachi, próximo do CEIM Helenice Massaro Duque, no Jardim Santos Dumont. A equipe foi deslocada ao local após denúncias feitas por moradores.

A GCM flagrou quatro homens atuando no terreno. Eles foram abordados e disseram ser contratados por um possível dono da área para cercar o imóvel e construir um barraco para guardar ferramentas. No entanto, eles não souberam informar o nome do proprietário, nem um contato.

Os guardas municipais então determinaram a paralisação imediata dos serviços até que o proprietário do imóvel apresente a documentação do terreno e a autorização para a realização dos serviços. Após verificação sobre a documentação dos quatro homens, eles foram liberados, uma vez que não foram encontradas pendências.

O local permanecerá sendo monitorado pela Patrulha Rural.

A Prefeitura vem desenvolvendo ações para evitar a ocupação irregular em áreas de diversas regiões do município. O trabalho busca manter o ordenamento urbano de Mogi e evitar prejuízos à população.

Na segunda-feira passada, a Patrulha Rural flagrou um crime ambiental em uma área na estrada das Pedrinhas. Dois homens foram flagrados no local e foi verificado corte de árvores sem licença ou autorização. Um dos suspeitos se apresentou como proprietário da área e indicou que o outro como seu funcionário. Ele disse que estava desmatando o local para a construção de uma casa.

A população pode colaborar por meio de denúncias, feitas pelo telefone 153, da Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp).