Violência infantojuvenil é tema de capacitação

A Secretaria de Educação de Suzano promoveu uma nova capacitação virtual para educadores municipais e profissionais das pastas de Saúde e de Assistência Social. O curso "Crescer Sem Violência", realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Childhood Brasil, abordou formas de identificar e prevenir a violência contra crianças e adolescentes.

A iniciativa teve início no dia 3 de maio e foi voltada para servidores públicos municipais da Educação, conselheiros tutelares e técnicos da Saúde e da Assistência Social. No total, 450 pessoas participaram da capacitação virtual, que teve seu quarto e último encontro na quinta-feira. Com a formação, os servidores municipais tiveram contato com os desafios que envolvem acolher as vítimas, prevenir que a violência aconteça e denunciar os casos. A formação é uma medida para estimular o enfrentamento à violência contra este público em Suzano, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio.

Durante os encontros mediados por dois consultores do projeto, os participantes discutiram a respeito de temas do desenvolvimento infantil, como a fase de descobrimento do corpo, um momento essencial para a construção da identidade das crianças, que pautou discussões acerca de direitos sexuais e a autoproteção. Eles aprenderam sobre a rede de garantia dos direitos dos menores de idade e tiveram contato com histórias reais de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade que foram expostos à violência, momento do encontro onde os presentes discutiram sobre os meios de lidar com as situações e proteger as vítimas.

Abuso e exploração sexual também foram assuntos recorrentes dos encontros, onde os servidores municipais refletiram sobre a importância da proteção dos direitos da criança e do adolescente e tiveram acesso aos meios de identificação e denúncia, estimulando a prevenção e aprendendo respostas para lidar com esses casos e melhor atender este público.

Desde 2009, a Unicef, a Childhood Brasil e a Fundação Roberto Marinho assumiram o desafio de desenvolver ações e projetos conjuntos para o enfrentamento das violências contra crianças e adolescentes. O curso "Crescer Sem Violência" já beneficiou mais de sete mil profissionais em mais de 500 municípios brasileiros. O projeto é reconhecido nacionalmente, tendo recebido em 2011 o "1º Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos", na categoria Boas Práticas.