Editais irão destinar R$ 230 mil a projetos e profissionais

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo abriu ontem mais dois editais, que visam auxiliar profissionais da arte e cultura durante o período de pandemia da Covid-19, além de fomentar a produção cultural local. Os novos editais destinam-se a apoiar conteúdos virtuais de diversos segmentos culturais e também artesãos e artesãs da cidade, para uma mostra que será realizada em comemoração à Semana do Artesão. As inscrições para ambos se estendem até o dia 20 de junho e devem ser feitas de forma online.

O edital 003/2021, de premiação a conteúdos virtuais, visa contemplar iniciativas artísticas e culturais que tenham sido produzidas de maneira pública em plataformas virtuais, tais como shows, apresentações, tutoriais, videoaulas, demonstrações, fóruns, saraus, nas áreas mais impactadas pelas restrições trazidas pela pandemia.

O valor destinado para o edital é de R$ 180 mil, a ser dividido entre 180 projetos, dos seguintes segmentos: música, artes plásticas, visuais e fotografia, teatro, audiovisual, dança, hip hop, literatura, mulher na cultura, cultura preta, cultura LGBT e cultura e inclusão à pessoa com deficiência (PCD). As iniciativas inscritas devem ter sido produzidas a partir do dia 15 de março e publicadas em plataformas digitais.

Já o edital 004/2021 visa selecionar até 50 propostas apresentadas por artesãs e artesãos do município, de produção e exposição de obra artesanal em diversas técnicas e linguagens, para compor a 1ª Mostra de Artesanias Mogianas, que será realizada em comemoração à Semana do Artesão. Serão consideradas obras inéditas e que, ainda que já confeccionadas, não tenham sido previamente expostas ou divulgadas. O valor destinado para o edital é de R$ 50 mil.

Cada artesã ou artesão poderá ser premiado(a) com apenas uma proposta. Caso haja mais de uma inscrição de mesmo proponente, será considerada somente a última inscrição.

Podem se inscrever nos editais pessoas físicas que residam em Mogi e tenham idade superior a 18 anos. É essencial que o proponente esteja devidamente inscrito no Cadastro de Artistas e Profissionais de Arte e Cultura e Turismo de Mogi das Cruzes, que pode ser acessado pelo link http://www.cultura.pmmc.com.br/cadastro.

A prioridade é beneficiar profissionais que vivam exclusivamente da arte e não possuam, portanto, qualquer outro vínculo empregatício ou fonte de renda. Também serão priorizados aqueles que não tenham sido contemplados com outras formas de auxílio, como a Lei Aldir Blanc. A previsão é que a publicação da lista final das propostas contempladas pelos dois editais aconteça em julho.