Fundação Banco do Brasil beneficia 2,5 mil moradores

Já foram entregues 1.807 cestas em Mogi e região
Já foram entregues 1.807 cestas em Mogi e região - FOTO: Divulgação/PMMC

Os produtores rurais e os moradores de Mogi das Cruzes e região estão sendo mais uma vez beneficiados pela campanha de ajuda humanitária "Projeta e Salve Vidas", da Fundação Banco do Brasil e parceiros. Agora em 2021, a instituição destinou um recurso no valor de R$ 300 mil à Cooperativa de Produtores Rurais de Jundiapeba e Região (Cooprojur), que se encarrega da compra de alimentos e tudo, na sequência, é doado a entidades e pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O projeto é de grande ajuda, em especial no atual contexto pandêmico e beneficia tanto os produtores rurais, que conseguem vender e dar vazão aos produtos que cultivam, quanto pessoas de diversas partes do município, que enfrentam dificuldades e muitas vezes se encontram em situação de insegurança alimentar. Ao todo, são 22 organizações não governamentais (ONGs), cerca de 100 produtores rurais e 2.500 famílias de Mogi e região beneficiados pela campanha.

A distribuição dos alimentos é feita pela Prefeitura de Mogi, por meio da logística do programa Quitanda Social. Assim, todas as semanas, os alimentos chegam aos pontos de distribuição previamente definidos e ali mesmo são entregues para as comunidades locais, em especial pessoas já cadastradas e referenciadas pelas unidades do Cras.

Até o momento, já foram entregues 1.807 cestas. Nesta semana, os trabalhos continuam e serão mais 560 kits alimentares distribuídos. Além de produtos frescos comprados de agricultores locais, como verduras e legumes, estão sendo entregues itens de mercearia, como arroz, feijão, açúcar, farinha e sabonete.

A campanha é realizada desde 2020 e já beneficiou mais de 1,7 milhão de pessoas.