Estado investiga mortes de diretora e professora

A Secretaria de Estado da Segurança Pública continua investigando o assassinato de uma professora e uma diretora que ocorreu na manhã da última segunda-feira, na avenida Professor Oswaldo de Oliveira, na Zona Leste de São Paulo. Nenhum suspeito havia sido encontrado até a tarde de ontem. A Pasta pretende divulgar novas informações nos próximos dias.

Segundo a Polícia Militar, três mulheres estavam em uma Tucson preta, na região do Jardim Helena, quando foram abordadas por homens armados que estariam em dois carros. Os criminosos exigiram dinheiro das vítimas, que entregaram bolsas e celulares, mas, mesmo assim, foram baleadas.

O carro foi atingido por pelo menos 11 tiros. Duas mulheres foram mortas e uma terceira mulher saiu ilesa dos disparos. O caso foi atendido pela 3ª Companhia do 48º Batalhão da PM e registrado no 63º DP, na Vila Jacuí, Zona Leste.

O veículo alvo do ataque pertencia a Jéssica Aparecida Lopes Frazão, de 31 anos, diretora de uma escola infantil da Prefeitura localizada no Jardim Lapena. As três mulheres que estavam na Tucson foram alvejadas. Jéssica e a professora Marli Gomes de Lima Lana, de 42 anos, morreram. Uma cozinheira que estava sentada no banco do carona não foi atingida.

Segundo a polícia, o carro da diretora foi atacado em um assalto, mas o alvo dos criminosos era outro. A quadrilha queria o dinheiro de uma família dona de postos de combustíveis e, segundo informações, o veículo teria sido confundido com um carro que fazia escolta para um dono de postos de combustíveis da região.

A linha de investigação segue na possibilidade da confusão do carro da diretora com um veículo de escolta.

Deixe uma resposta

Comentários