Seis estabelecimentos recebem multas por falta de máscaras

Embora o não uso das máscaras para evitar o contágio do coronavírus (Covid-19) seja um assunto pouco discutido recentemente, a Prefeitura de Mogi das Cruzes continua notificando, autuando e multando estabelecimentos pelo não cumprimento da regra. Somente no município, seis estabelecimentos receberam autuações neste ano.

As multas variam de acordo com a gravidade do caso em Mogi, com valor inicial em cinco Unidades Fiscais do Município (UFMs). Cada uma está avaliada em R$ 187,51.

Em Itaquaquecetuba, o relatório montado pelo Sistema de Vigilância Sanitária e divulgado pela Prefeitura apontou que 82 estabelecimentos receberam notificações neste ano pelo não uso das máscaras.

Segundo o Executivo, todos estes comércios providenciaram adequação pertinente, conforme orientação da Vigilância Sanitária. "Ao todo, foram realizadas também 421 inspeções. A observação e orientação sobre as medidas de proteção contra a Covid-19 fazem parte da rotina de fiscalização em todos os locais visitados", explicou a Prefeitura.

De acordo com a Vigilância Sanitária de Ferraz de Vasconcelos, quando a falta de máscara de proteção facial é constatada, o estabelecimento é notificado. Neste sentido, a Vigilância ferrazense já realizou as seguintes autuações: 80 somente pelo não uso de máscaras, 23 autuações de advertência e duas atuações de multa, somente quando o estabelecimento é reincidente.

Por outro lado, a Vigilância Sanitária de Suzano informou que, até o momento, nenhuma pessoa ou estabelecimento comercial foi notificado ou multado em razão da falta de uso de máscara de proteção individual. Poá não respondeu os questionamentos da reportagem. (T.M.)