Vereador elogia 'Mogi Mais Eco' e quer diálogo com Prefeitura

Projeto foi criado durante administração passada e deverá custar US$ 69 milhões
Projeto foi criado durante administração passada e deverá custar US$ 69 milhões - FOTO: Divulgação/PMMC

O vereador de Mogi das Cruzes, Vitor Emori (PL), falou com exclusividade ao grupo Mogi News sobre o trabalho conjunto entre os poderes Legislativo e Executivo para a discussão do projeto de melhorias de trânsito, saneamento e infraestrutura para a região leste da cidade.

O parlamentar, que faz parte da Comissão Permanente de Obras da Câmara de Mogi das Cruzes, foi escolhido pela mesa diretora para acompanhar o andamento dos projetos e iniciativas já realizados, em processo de licitação e que futuramente poderão ser implantados pela administração municipal. O anúncio foi feito na segunda semana de maio, durante sessão da Câmara, ocasião que o parlamentar agradeceu pela confiança e prometeu empenho em acompanhar o programa de melhorias "levando em consideração as necessidades da população", afirmou.

O grupo de trabalho do Conselho Gestor contará com representantes da Secretaria de Planejamento e Urbanismo do município, dentre outros representantes. Segundo a Prefeitura, a primeira reunião conjunta está marcada para a primeira quinzena de julho.

A iniciativa, apresentada na última gestão como "Projeto Mogi Mais Eco Tietê", estipula investimentos de
US$ 69,4 milhões, o equivalente a R$ 362 milhões, para obras de modernização do distrito de Cezar de Souza, com obras de saneamento básico, mobilidade urbana e equipamentos voltados à cultura socioambiental, como parques, corredores ecológicos, uma nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e a recuperação de dois córregos municipais: Lavapés e dos Corvos. Os recursos financeiros são de um contrato de financiamento do município com a Cooperação Andina de Fomento (CAF).

Emori afirmou que, em seu primeiro contato com o secretário de Planejamento e Urbanismo de Mogi das Cruzes, Claudio Rodrigues, obteve mais informações sobre todo o arco do projeto, e que vem se aprofundando no conhecimento técnico e burocrático para a legislação ambiental.

O vereador reiterou a importância do programa de obras para a cidade. "Este projeto é importante para buscar o equilíbrio do desenvolvimento de Mogi das Cruzes, sendo que no centro tivemos a criação dos túneis sob a via férrea e, na região oeste da cidade, a avenida das Orquídeas representa um novo marco para o distrito de Jundiapeba", declarou.

Projetos

Três licitações do pacote de melhorias para a região leste da cidade foram finalizadas. Os parques Antonio de Almeida e Francisco Rodrigues Filho, respectivamente, terão investimentos de R$ 10,8 milhões e R$ 4,5 milhões, com prazos que variam de 12 a 18 meses, com início previsto para o segundo semestre deste ano.

Já a licitação da ETE Leste foi homologada na segunda quinzena de março, com investimento de R$32,6 milhões para sua construção, que deve demorar três anos para ser concluída.