Opereta lança hoje o festival online Artes da Casa em Poá

A Associação Cultural Opereta, em Poá, lança o festival "Artes da Casa", evento que reunirá a exibição online de produções culturais feitas por artistas convidados. A abertura será hoje, às 20 horas e marca também o início das comemorações de 27 anos da instituição. Todas as apresentações e a programação completa estarão nas redes sociais da Opereta.

A ideia do Festival Artes da Casa surgiu com o objetivo de valorizar aqueles artistas que possuem proximidade com "a casa", ou seja, com a Opereta. Alguns destes utilizaram o espaço cultural para gravar suas produções artísticas que foram contempladas com recursos emergenciais da Lei Federal 14.017/2020, a Lei Aldir Blanc. O evento está dividido em duas etapas. A primeira será de 5 a 27 de junho e a segunda ocorrerá entre os dias 16 de julho e 1º de agosto, sempre aos finais de semana.

Para este primeiro sábado, a atriz Dora Nunes e o músico Silas Xavier farão a abertura do festival, às 20 horas, trazendo a produção "Cantando Causo", onde dois brincantes relembram suas histórias ao som da viola e entre cantos e causos surgem muitas surpresas que formam uma grande história. Depois, a musicalidade infantil toma conta do festival. Às 21 horas, Luciene de Azevedo traz "Cantos e EnCantos - Tibum Chuá", uma vivência real e prazerosa da época da infância, que abarca de forma mágica e criativa e quer ressignificar a infância do adulto buscando um despertar do ser criança. As duas apresentações têm classificação livre.

Amanhã, às 20 horas, Andréia Borges traz o espetáculo de dança "Pecados", que apresenta os sete pecados capitais mostrados na atualidade exaltando o momento político. Participam também da produção: Cauê Drumond, Cinthia Salgueiro, Julia Silva Borges e Luiza Silva Borges. A classificação indicativa é de 12 anos. Logo mais, às 21 horas, Brendo de Lima e o coletivo Cuirgrafia trazem o espetáculo "Cuirgrafia Incena - Estados Pandêmicos", onde três pessoas estão enclausuradas em ambientes que não sabemos quais são, em seus ritos e processos isolados. A comunicação se dá por meio de cartas e a aproximação acontece aos poucos, cada qual vive com sua forma de lidar com as situações externas que são postas no decorrer do encontro de narrativas. Uma experimentação híbrida de teatro audiovisual. No elenco estão Amanda Chaptiska, Brendo de Lima e Lucas Bandeira. A direção é de Elida Strazzi. A classificação indicativa é de 16 anos.

O Festival Artes da Casa será exibido no canal da Opereta no Youtube: bit.ly/acopereta e no Facebook fb.com/EspacoCulturalOpereta.