Limpeza do piscinão entra nesta semana na etapa final

Máquina retira resíduos do fundo do reservatório
Máquina retira resíduos do fundo do reservatório - FOTO: Divulgação/SMSU

A limpeza do piscinão do Parque Santana, realizada pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, entra nesta semana em sua última etapa, com a finalização da raspagem da terra e demais resíduos e início da manutenção das bombas. A Secretaria de Serviços Urbanos aproveita o período de estiagem e faz a manutenção do equipamento para melhorar as condições gerais de conservação e garantir que ele siga operando em sua plena capacidade.

Os serviços foram feitos com retroescavadeira e minicarregadeiras, além de caminhões para apoio, e focados na remoção do lodo depositado nos fundos e no canal que leva até as bombas do piscinão, com transferência para um ponto específico nos fundos do próprio reservatório para facilitar a secagem do material para posterior remoção.

O piscinão é um importante regulador no volume de água de chuva que chega à região central da cidade. A estrutura tem capacidade para reter 90 milhões de litros de água, minimizando a ocorrência de alagamentos.

O reservatório também funciona no controle de transbordamentos do rio Tietê, em especial na época de chuvas fortes, uma vez que ele regula a quantidade de água que cai no Ribeirão Ipiranga, um dos principais afluentes do Tietê.

A remoção e destinação final dos resíduos serão executadas posteriormente, em cumprimento a todas as normas e diretrizes ambientais. Para que isso ocorra, é preciso que o material seque completamente, pois isso resultará em economia, uma vez que o peso será reduzido e deixará o volume em condições ideais para que seja transportado ao destino final.

Deixe uma resposta

Comentários