Ecopontos mantêm coletas mesmo em época de pandemia

Posto do Jardim Armênia, em Mogi, atende moradores do Socorro e Vila Oliveira
Posto do Jardim Armênia, em Mogi, atende moradores do Socorro e Vila Oliveira - FOTO: Mariana Acioli/Arquivo

A coleta de material reciclável nos ecopontos de Mogi das Cruzes, Suzano e Itaquaquecetuba tem ocorrido normalmente mesmo durante este período de pandemia pela Covid-19, que se iniciou em março de 2020. Os demais municípios que compõem o grupo das cinco cidades mais populosas da região, Ferraz de Vasconcelos e Poá, ainda não possuem postos específicos.

Nas três unidades de Mogi, as coletas têm reduzido desde o início da pandemia, de acordo com as informações divulgadas pela Prefeitura. Em 2019, 2.860 toneladas foram recolhidas dos postos, quantidade que caiu para 2.580 no ano passado.

Neste ano, até o mês de maio, foram colhidas 1.360 toneladas de recicláveis, segundo informações da Prefeitura. "A coleta ocorre normalmente mesmo neste período de pandemia, com a presença de catadores que separam os materiais, dando a eles o destino da reciclagem conforme o tipo", reafirmou a Prefeitura.

Os catadores trabalham com equipamentos de proteção e os materiais são desinfetados, como forma de prevenção contra a Covid-19. De forma detalhada, nas 2.860 toneladas colhidas em 2019 havia mil toneladas de papel e papelão, 250 de plástico, mil de metais e 610 de vidros.

Já as 2.580 coletas do ano passado continham 1,2 mil toneladas de papel e papelão, 280 de plástico, mil de metais e outras 610 de vidros. Em cinco meses, de janeiro a maio deste ano, foram recolhidas dos três ecopontos de Mogi 500 toneladas de papel e papelão, 120 de plástico, 469 de metais e 289 de vidros.

O ecoponto de Jundiapeba está localizado na rua Manoel Fernandes, 44, na esquina com a avenida João de Souza Franco. Já o ecoponto Jardim Armênia, está na rua Júlio Perotti e, por fim, o ecoponto Parque Olímpico está na avenida Prefeito Maurílio de Souza Leite Filho.

Em contrapartida, o município de Itaquá possui apenas uma unidade localizada na rua Jacamim, no bairro Jardim Odete. "A pandemia não atrapalhou os trabalhos realizados pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, que retira mensalmente cerca de 5,4 toneladas", disse a Prefeitura.

Em Suzano, o atendimento nos ecopontos da cidade tem ocorrido conforme os protocolos sanitários estipulados para o combate à pandemia, com o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas. Além disso, as unidades efetuam um atendimento por vez, não sendo permitido mais de um visitante circulando pelo equipamento.

O ecoponto do Parque Maria Helena tem uma estimativa de recolhimento de 1,6 mil toneladas por ano, enquanto o posto localizado no bairro Boa Vista soma cerca de 47 toneladas por ano. Por fim, o ecoponto da Marginal do Una recolhe 1,2 toneladas em cada ano, aproximadamente.

Deixe uma resposta

Comentários