Programa Vale Gás beneficia 2,5 mil famílias em Mogi

Mogi das Cruzes está entre os municípios contemplados com o Programa Bolsa do Povo, lançado pelo governo do Estado na quinta-feira passada. Um dos principais destaques é o "Vale Gás", que tem como objetivo auxiliar famílias de baixa renda a comprarem botijão de gás, ampliando as ações do Plano de Segurança Alimentar.

As famílias beneficiadas receberão três parcelas de R$ 100 a cada dois meses - a primeira em julho, a segunda em setembro e a terceira em novembro. "Trata-se de uma importante iniciativa para ampliar a proteção social e segurança alimentar às famílias em maior fragilidade, principalmente neste período de pandemia pela Covid-19", avaliou a secretária municipal de Assistência Social, Celeste Xavier.

O programa é voltado às famílias com renda per capita de até R$ 178 e que fazem parte do Cadastro Único do governo Federal, mas não recebem o Bolsa Família. Em Mogi das Cruzes, 2.592 famílias devem ser contempladas.

As famílias podem checar se têm direito ao benefício nos sites www.valegas.sp.gov.br ou https://www.bolsadopovo.sp.gov.br/, onde constam todos os critérios de elegibilidade. Quem não tiver acesso à internet, pode pedir informações no Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) próximos de suas residências.

O novo programa vai beneficiar cerca de 500 mil pessoas em situação de alta vulnerabilidade em todo estado. A iniciativa inédita em São Paulo vai garantir transferência de renda para a compra de botijão de gás de cozinha (GLP 13kg) e levar mais dignidade a mais de 100 mil famílias carentes em todo estado. O programa gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social receberá investimento superior a
R$ 31,3 milhões, alcançando um total de 82 municípios.

"Este é um dos mais importantes programas que nós já lançamos aqui, porque muda a vida de muita gente. Quem não tem sabe o que é ter um botijão de gás para atender a uma família durante dois meses. Por isso estamos fazendo um programa para atender meio milhão de pessoas aqui no Estado de SP. É um enorme esforço que estamos fazendo para ajudar quem mais precisa", destacou o governador João Doria (PSDB).

Por meio do programa, 104.340 famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, que moram em comunidades carentes e favelas (classificadas como aglomerados subnormais), terão acesso a três parcelas bimestrais do benefício, no valor de R$ 100,00 cada, a serem pagas entre os meses de julho e dezembro de 2021.