Homem é preso por agredir esposa no Pq. Maria Helena

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano atendeu anteontem a um caso de violência doméstica no Parque Maria Helena. Uma mulher foi agredida na rua pelo seu marido e recebeu atendimento dos guardas, que realizaram a prisão preventiva do indivíduo.

Aproximadamente às 9h30, uma viatura foi acionada por moradores, que informaram sobre um indivíduo agredindo sua esposa no meio da rua. Os guardas imediatamente foram para o endereço prestar socorro, ocasião onde encontraram a vítima com as vestes rasgadas e sua filha no colo.

Segundo a vítima, o marido é usuário de drogas e já a havia agredido antes. Poucos minutos antes, ele estava em casa pegando pertences para vender por mais itens ilícitos quando ameaçou jogar um botijão de gás nela e em sua filha, de apenas 2 anos. Naquele momento ela tentou fugir, mas foi interceptada ainda na rua, onde foi agredido e teve suas roupas rasgadas.

Os agentes foram até o suspeito e o encontraram em estado agressivo, alterado pelo uso de entorpecentes. Quando questionado, ele ofendeu os guardas e as pessoas presentes. Após um caso de desacato, a equipe acionou reforços para resolver a situação com o mínimo de conflito, e contou com o apoio da Polícia Militar para encaminhá-lo à Delegacia Central.

Durante o transporte, o indivíduo ainda se mostrava intensamente alterado e começou a se automutilar, rasgando parte de suas roupas no processo. Após a formalização do boletim de ocorrência, o homem foi preso de forma preventiva, tendo em vista as ocorrências de agressão, violência doméstica, desacato e ameaça. Um pedido de medida protetiva à vítima foi encaminhado ao Judiciário. Com a liberação, ela passará a ser acompanhada com frequência pela Patrulha Maria da Penha, de forma a garantir sua segurança.

De acordo com a comandante da GCM, Rosemary Caxito, a corporação tem trabalhado de forma incansável no enfrentamento à violência contra a mulher com intensificação de rondas e atendimento imediato de denúncias. Ela ainda reforçou a necessidade de que vítimas, familiares, amigos e vizinhos denunciem situações deste tipo sob qualquer suspeita, visando garantir o bem-estar dos envolvidos e impedir que casos assim continuem a acontecer no município.

Ainda no domingo, uma viatura do Canil estava em patrulhamento preventivo pelo Jardim Monte Cristo quando foi acionada sobre um possível caso de tráfico de drogas próximo ao Rodoanel Mário Covas (SP-21).