UTI dos hospitais de Mogi estão com 64% de ocupação

Estrada do Taboão terá recursos de R$ 18,5 milhões
Estrada do Taboão terá recursos de R$ 18,5 milhões - FOTO: Emanuel Aquilera

Os hospitais de Mogi das Cruzes encerraram a noite passada com uma ocupação de 64% nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) por pacientes em tratamento contra o coronavírus (Covid-19). As informações foram publicadas ontem no site da Prefeitura de Mogi sobre as sete unidades médicas, que também operavam com uma taxa de 60% nos leitos de Enfermarias. Os sete locais são o Hospital Municipal de Mogi, Santa Casa de Misericórdia, Hospital Luzia de Pinho Melo, Hospital Ipiranga, Biocor, Mogi Mater e Santana.

No Luzia havia 46 leitos de Enfermaria com 78% de ocupação e 33 de UTI, com 80%. No Hospital Doutor Arnaldo Pezzuti, estão em funcionamento 30 leitos de Enfermaria, com ocupação de 80%, e 30 leitos de UTI, com 88% na noite passada. "É importante destacar que taxas de ocupação variam no decorrer do dia em virtude de fatores como altas, óbitos ou transferências para leitos de enfermaria ou UTI", explicou a Secretaria de Estado de Saúde.

No Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, Doutor Osíris Florindo Coelho, são 26 leitos de UTI que funcionavam ontem com 61% de ocupação, e 26 de Enfermaria com 38%. O Santa Marcelina de Itaquaquecetuba operava com 20 leitos de UTI com 80% de ocupação e 28 de Enfermaria ocupados integralmente.

As taxas de ocupação de leitos de UTI e Enfermaria ofertados pela Secretaria de Saúde de Suzano, ontem, eram de 20% (quatro de 20) e 3,5% (dois de 57), respectivamente. Já no Hospital Auxiliar, que possui 20 leitos de Enfermaria, havia 47% de ocupação. Enquanto isso, os leitos de Enfermaria do Hospital Doutor Guido Guida, em Poá, operavam com 9% de ocupação e as UTIs, com 50%.

Deixe uma resposta

Comentários