Internações ainda oscilam, mas apresentam quedas na região

Hospital Municipal de Mogi é referência para o atendimento ao coronavírus
Hospital Municipal de Mogi é referência para o atendimento ao coronavírus - FOTO: Emanuel Aquilera

As internações de pacientes com coronavírus (Covid-19) nas Unidades de Terapia Intensivas (UTIs) têm diminuído nos hospitais das cidades mais populosas da região, compostas por Mogi das Cruzes, Suzano, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos e Poá, o G5. Até a tarde de ontem, as informações da Secretaria Municipal de Saúde dessas cidades apontaram queda nas ocupações, em comparação com a mesma data do mês passado.

Em Mogi, a cidade mais populosa do Alto Tietê, no dia 24 de maio, os leitos de UTI somavam um total de 74% e ontem, na mesma data, o número chegou a 64%. Em relação aos leitos de Enfermaria, que trata pacientes em estado de menor gravidade, a ocupação chegou ontem a 56%, ante os 62% no mês passado. Uma queda de 10 pontos percentuais (p.p.) e 6 p.p.

Os números são referentes às seguintes unidades: Hospital Municipal de Mogi, Santa Casa de Misericórdia, Hospital Luzia de Pinho Melo, Hospital Ipiranga, Biocor, Mogi Mater e Santana.

Outra cidade em que as internações também diminuíram foi em Suzano, já que no dia 24 do último mês a ocupação nas UTIs era de 45%, caindo para 30% ontem, após um mês, diminuição de 15 p.p. Já sobre os leitos de Enfermaria, as ocupações caíram de 36% para 10% nos mesmos períodos, queda de 26 p.p.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, fazem parte do levantamento o Pronto-Socorro Municipal (PS), Santa Casa de Misericórdia, Hospital Santa Maria e Hospital Saint Nicholas. As duas últimas unidades são da rede particular, onde a Secretaria Municipal de Saúde oferta vagas de internação por meio de convênios firmados.

Em Itaquá, no Centro de Saúde, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Central da Covid-19 e no Hospital de Campanha as ocupações na UTI também apresentaram uma queda, passando de 11% para 1%, ontem. Nos leitos de Enfermaria, o número passou de 58% para 34%, diminuição de 10 e 24 p.p.

Poá esteve ontem com todos os leitos para os dois estados de saúde zerados, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde. Há um mês, as unidades médicas contavam com uma ocupação de 50% nas UTIs e 13% nas Enfermarias.