Programa orienta empresas em busca de melhores resultados

Programa vai oferecer 170 oportunidades e será desenvolvido em quatro meses
Programa vai oferecer 170 oportunidades e será desenvolvido em quatro meses - FOTO: Divulgação/PMMC

Empreendedores de Mogi das Cruzes podem participar do programa Brasil Mais Produtivo - Agente Local de Inovação (ALI), desenvolvido pelo Sebrae, em parceria com o governo federal. Na cidade, a Prefeitura de Mogi das Cruzes também apoia a iniciativa, que tem como objetivo auxiliar as empresas com ações para aumentar sua produtividade.

Podem se inscrever para participar micro e pequenas empresas - até R$ 4,8 milhões de faturamento anual, ME e EPP. O programa está disponível para estabelecimentos do comércio, setor de serviços e indústrias.

Os interessados devem se inscrever pelo site brasilmais.economia.gov.br, até o dia 10 de julho. Em Mogi das Cruzes, são 170 vagas para empresas que receberão acompanhamento por quatro meses, no período entre julho e outubro. Após a inscrição, o selecionado receberá um contato do agente de inovação para agendar o primeiro atendimento.

Durante o período de acompanhamento, serão abordadas ações, medidas e iniciativas que poderão impactar positivamente o negócio e, com isso, gerar renda, crescimento da economia local e empregos.

Dentre as ações que serão trabalhadas estão a promoção de melhorias rápidas, redução de custos, inovação de processos, aumento de faturamento, aperfeiçoamento da gestão de recursos e impulsionamento de competitividade, além de consultoria com especialistas e acompanhamento dos agentes locais de inovação.

Também deverão ser realizados encontros coletivos e individuais para orientação sobre comportamentos que levem a aumento nos lucros por meio de ganhos de performance.

Outras ações

Em Mogi das Cruzes, as ações do programa Brasil Mais Produtivo - Agente Local de Inovação (ALI) complementam um trabalho para fortalecer o ambiente econômico e as empresas do município.

A Prefeitura criou o Auxílio Empresarial Mogiano, que destina duas parcelas com valores entre R$ 300 e
R$ 1,5 mil - dependendo do número de funcionários registrados pelo regime CLT - a empresas de áreas não essenciais, optantes do Simples Nacional e que tiveram impactos causados pelas medidas de enfrentamento da pandemia.

O cadastramento para o Auxílio Empresarial Mogiano pode ser feito até o dia 30 de junho, pelo endereço auxilioempresarial.mogidascruzes.sp.gov.br. Até aqui, cerca de R$ 500 mil já foram injetados na economia de Mogi das Cruzes com a iniciativa.

Para auxiliar os empreendedores, a Prefeitura disponibilizou em seu site uma cartilha para esclarecer as dúvidas sobre o Auxílio Empresarial Mogiano, além das principais informações sobre a iniciativa, em formato de perguntas e respostas.

A Prefeitura também mantém canais para atendimento para o esclarecimento de dúvidas ou para mais informações: o e-mail [email protected] ou os telefones 4798-5171 (que também tem serviço de WhatsApp), 4798-5099 e o 4798-5148.

Deixe uma resposta

Comentários