Mogi abre agendamento para pessoas com 43 anos ou mais

Agendamento liberado para deficientes, profissionais da educação e do transporte
Agendamento liberado para deficientes, profissionais da educação e do transporte - FOTO: Divulgação/PMMC

Foi liberado ontem por meio do site www.cliquevacina.com.br o agendamento da vacinação contra Covid-19 para pessoas com 43 anos ou mais, contemplando, ainda, todas as faixas etárias já contempladas anteriormente. Também será liberado o agendamento para outros grupos como portadores de comorbidades, deficiências permanentes graves, profissionais da educação e do transporte.

O agendamento é obrigatório para o recebimento da dose. No dia da vacinação, que acontecerá amanhã e na próxima quinta-feira é necessário comparecer ao local portando documento com foto, CPF, comprovante de endereço e comprovante de agendamento do Clique Vacina.

Para diminuir o tempo de espera, todos os grupos podem realizar o cadastro no Vacina Já, sistema do governo do Estado de São Paulo, acessando o www.vacinaja.sp.gov.br . Para os profissionais que precisam do QR Code, como motoristas, cobradores e profissionais de Educação, o agendamento é obrigatório para o recebimento da autorização e orientação sobre o município de vacinação.

Mogi das Cruzes recebeu 3.410 doses da vacina Janssen no último final de semana. O principal diferencial deste imunizante em relação aos demais já disponíveis é a necessidade de apenas uma dose, atingindo eficácia de até 85% para casos graves da doença depois de 28 dias da aplicação.

45 anos ou mais

A Prefeitura realiza hoje a vacinação de pessoas com 45 anos ou mais e também dos portadores de comorbidades já agendados pelo sistema online. O atendimento será realizado nas unidades de saúde e nos drives, conforme agendamento prévio.

Situação de rua

As Secretarias Municipais de Saúde e Assistência Social estão dando continuidade nesta semana à vacinação de pessoas em situação de rua. Até a próxima sexta-feira, todos aqueles que procuram o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) e afirmam que desejam receber a vacina estão sendo encaminhados ao Pró-Hiper, no Mogilar, para a aplicação das doses.

O foco é vacinar as pessoas em situação de rua que não estão em acolhimento institucional e têm idade a partir dos 18 anos. Na última semana, foi feita vacinação entre os acolhidos e os idosos também já foram imunizados, conforme grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

Para conseguir alcançar o maior número possível de não acolhidos, as pessoas em situação de rua estão sendo comunicadas sobre a vacinação durante as abordagens, que são feitas diariamente por agentes sociais. Assim como trabalho desenvolvido com esse público, a adesão ao serviço ofertado deve partir da pessoa.

Neste primeiro dia, foram 30 pessoas vacinadas. As pessoas em situação de rua estão recebendo a vacina da Janssen, que é de dose única, mais adequada a esse perfil de público, que é de difícil localização. A imunização da população de rua foi determinada pelo Plano Nacional de Vacinação, que levou em consideração a maior exposição dessas pessoas à infecção e potencial impacto gerado pela Covid-19.