Prefeitura interrompe festa irregular com 300 pessoas

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou ontem que interrompeu, na noite do sábado anterior, uma festa irregular com cerca de 300 pessoas, que estava sendo realizada em um sítio entre os distritos de Taiaçupeba e Biritiba Ussú.

O trabalho contou com a participação da Guarda Civil Municipal e do Departamento de Fiscalização de Posturas da Secretaria Municipal de Segurança, com apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil. Os organizadores foram encaminhados para a delegacia, onde foi registrado um boletim de ocorrência.

Os agentes da GCM e do Departamento de Fiscalização chegaram ao sítio após uma denúncia sobre a realização do evento. No local, foi verificada a presença de cerca de 300 pessoas. Além disso, bebidas alcoólicas que estariam sendo comercializadas na festa também foram apreendidas. Durante o final de semana, a GCM também interrompeu uma aglomeração de pessoas no Rodeio, próximo ao Centro Municipal do Paradesporto.

Por sua vez, a Vigilância Sanitária de Ferraz de Vasconcelos, apesar de não ter registrado nenhuma autuação por desrespeito às normas para conter o coronavírus (Covid-19), somou 147 orientações sobre o cumprimento destas regras no último final de semana. Já por parte da Guarda Civil Municipal (GCM), ocorreram dois casos por descumprimento do decreto de combate à pandemia. As ocorrências foram na Vila São Paulo e no Parque São Francisco, segundo as informações da Prefeitura.

Já a Secretaria de Segurança Urbana de Itaquaquecetuba, que trabalha com o policiamento preventivo, aplicou uma multa no valor de R$ 2.909, por perturbação ao sossego. Os dados divulgados não apontam nenhuma multa por desrespeito às regras. O mesmo foi apontado pela Vigilância Sanitária de Suzano, ontem, sobre o último final de semana. Não foram aplicados autos de infração neste período.

Apesar de questionada a Secretaria de Segurança de Poá não respondeu à reportagem sobre a operação do último final de semana.