Escritora quer tornar sua editora a mais humanizada

Thássia Andrade iniciou empresa em plena pandemia
Thássia Andrade iniciou empresa em plena pandemia - FOTO: Arquivo Pessoal

Com uma editora de livros estabelecida em Suzano (rua Paraná, no Jardim Paulista, sala 3), a escritora Thássia Andrade tem se preparado para o desafio de se tornar a maior editora humanizada do país. Para ela, viver é uma arte e os desafios são inevitáveis, basta acreditar nos próprios sonhos e colocar a mão na massa. Thássia iniciou os trabalhos da Editora Andrade em plena pandemia da Covid-19, em maio de 2020.

De acordo com ela, as editoras tradicionais recebem os originais e bancam a publicação do livro, porém, os autores recebem apenas 10% das vendas. "A sua obra precisa ter um apelo significativo para ser publicado - o atendimento é robótico - elas não têm tempo de dar atenção aos novos escritores em virtude da demanda", detalhou.

Já os prestadores de serviços ou editores por profissão, realizam todas as etapas do processo de editoração. Neste caso, Thássia contou que os autores pagam por este serviço e têm total liberdade com a própria obra.

A escritora disse que certa vez disseram que é impossível viver de arte no Brasil, mas há três anos despertou um dom que a levou a descobrir o melhor que há nas pessoas. "E mesmo com medo, aceitei o desafio, e descobri que rascunhos são únicos e devem se transformar em legados", apontou. A editora já publicou 12 livros.

Thássia é autora de "O Dom de Escrever" e "Do rascunho ao legado'', além de criadora do método "Destravando a sua escrita". Os interessados nesta mentoria devem entrar em contato por meio do perfil oficial do Instagram, @thassiaandradeoficial.

Deixe uma resposta

Comentários