Secretários de Segurança discutem integração

A integração cada vez maior dos órgãos de segurança do Estado com a estrutura da Prefeitura de Mogi das Cruzes foi o tema de uma reunião, anteontem, entre o secretário estadual de Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, e o secretário municipal André Ikari. O encontro aconteceu na sede da Pasta estadual, em São Paulo.

"A reunião foi bastante produtiva e discutimos como o trabalho conjunto entre a estrutura estadual e municipal está colaborando para uma cidade mais segura e como podemos ampliar este trabalho", explicou o secretário municipal de Segurança, André Ikari, que esteve acompanhado do secretário adjunto, Alexandre Soares Ribeiro.

Em Mogi das Cruzes, a Guarda Civil Municipal (GCM) atua em conjunto com as Polícias Civil e Militar em diversas ações. Os trabalhos compreendem operações contra o crime organizado, patrulhamento ostensivo do município e fiscalização sobre o cumprimento das determinações para enfrentamento da pandemia da Covid-19, como o combate a aglomerações.

Um exemplo bem sucedido desta integração aconteceu em abril, quando uma operação conjunta da Guarda Municipal, do Departamento de Fiscalização de Posturas da Secretaria Municipal de Segurança, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e da Delegacia Seccional de Polícia de Mogi das Cruzes apreendeu 932,6 quilos de cobre sem procedência.

Já em março, uma operação em conjunto com a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes (Dise), com a GCM cumpriu 30 mandados de busca e apreensão e prendeu 12 pessoas, além de apreender drogas e armas.

No último final de semana, o Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil também participou de uma ação da Prefeitura de Mogi das Cruzes que interrompeu uma festa irregular com cerca de 300 pessoas em um sítio localizado entre os distritos de Taiaçupeba e Biritiba Ussú.

A Polícia Militar (PM) também participa das ações de combate ao desrespeito às normas de distanciamento social. O trabalho é intensificado durante os finais de semana, principalmente em locais em que ocorrem aglomerações de pessoas e pancadões.

A população pode colaborar com este trabalho com denúncias por meio do telefone 153, da Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp).