Conta de energia elétrica sofrerá aumento de 52%

Tarifa de energia estava sem aumento desde 2019
Tarifa de energia estava sem aumento desde 2019 - FOTO: Divulgação

Os moradores do Alto Tietê receberão contas de energia elétrica com valores superiores nos próximos meses devido ao último ajuste da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), aprovado na semana passada. Com a nova decisão, a cobrança extra passou de R$ 6,24 para R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos, uma alta de 52%.

A bandeira vigente deste mês foi anunciada pela Aneel, que decidiu também novos valores para as outras bandeiras. A amarela passou a ser de R$ 1,874 a cada 100 kWh e a vermelha patamar 1, de R$ 3,971. O valor deliberado pela Diretoria Colegiada da Aneel para a bandeira vermelha patamar 2 contempla os custos de geração de energia elétrica decorrentes da escassez hidrológica vivenciada neste momento, a pior desde 1931.

A bandeira verde continua sem cobrança adicional, pois sinaliza que não há custo extra para geração de energia. O último reajuste do sistema foi feito em 2019.

"Simulações conduzidas por nós sobre junho e julho deste ano confirmaram conjuntura de excepcional severidade hidrológica para o segundo semestre de 2021", explicou a agência. Além disso, a situação de escassez quantitativa de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Paraná, uma das principais do país, é crítica.

Diante desse cenário, simulações da Aneel na Conta Bandeiras demonstraram que os valores anteriormente estimados pela Consulta Pública Aneel 10/2021, realizada para a contribuição da sociedade para o cálculo da atualização das bandeiras em 2021, seriam insuficientes para cobrir os custos de compra de energia das distribuidoras.

Deixe uma resposta

Comentários